01:31 19 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Trípoli, capital da Líbia

    Consulado tunisiano na Líbia é invadido por milícia e diplomatas são feitos reféns

    © Sputnik / Vladimir Fedorenko
    Mundo
    URL curta
    0 11

    Membros de uma milícia da Líbia invadiram nesta sexta-feira o consulado da Tunísia em Trípoli e sequestraram dez funcionários tunisianos. A identidade do grupo de sequestradores ainda não foi divulgada, mas, segundo a imprensa internacional, a ação pode ter como causa a decisão da justiça tunisiana de manter detido o jihadista líbio Walid Glayeb.

    Até o momento não há informações sobre a situação no interior do prédio, mas as autoridades da Tunísia estão acompanhando com preocupação o desenvolvimento das negociações. O Ministério das Relações Exteriores do país informou que está trabalhando em parceria com os responsáveis locais para garantir que os cidadãos tunisianos sejam liberados o mais cedo possível. 

    Jens Stoltenberg
    © East News / East News/Xinhua/Photoshot

    De acordo com Túnis, o incidente desta sexta-feira pode ser considerado um verdadeiro ataque à soberania nacional tunisiana, além de uma clara violação das leis e normas internacionais que garantem a segurança dos integrantes de missões diplomáticas e consulares.

    Em nota, o governo da Tunísia pediu aos seus cidadãos para evitar viagens ao país vizinho até a situação se acalmar. 

     

    Mais:

    Proposta de paz da ONU desagrada deputados da Líbia
    Líbia rejeita ação militar contra navios de migrantes
    Putin culpa OTAN pelo desaparecimento da Líbia como Estado
    Tags:
    diplomatas, diplomacia, consulado, terrorismo, Walid Glayeb, Norte da África, Túnis, Trípoli, Tunísia, Líbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik