18:13 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Polícia estadunidense em Nova York

    Policiais nos EUA já mataram 500 pessoas desde janeiro

    © flickr.com/ faungg's photo
    Mundo
    URL curta
    0 62

    O jornal britânico The Guardian publicou dados segundo os quais, desde o início do ano de 2015, os policiais nos EUA mataram cerca de 500 pessoas. Frequentemente, testemunhas oculares ou as próprias pessoas gravam vídeos no local do incidente, o que não é proibido por lei.

    “Muitos policiais não sabem ou não respeitam a Constituição que prometeram defender”, opinou o conselheiro geral da Associação Nacional dos Fotógrafos da Imprensa (NPPA), Mickey Osterreicher.

    Segundo ele, cada pessoa que queira tirar fotos de um policial norte-americano deve saber o seguinte:

    “De acordo com a primeira emenda, os cidadãos bem como jornalistas têm o direito de tirar fotos e gravar vídeos de quase tudo o que acontece publicamente. Os agentes da lei não podem privar você deste direito, só podem mostrar o lugar onde pode ficar para filmar e a distância deve ser justificada. É proibido filmar em lugares especiais que têm placas de proibição, por exemplo, perto de estruturas militares, usinas nucleares ou edifícios governamentais.”

    O Departamento de Justiça dos Estados Unidos afirma explicitamente que não há circunstâncias em que as fotos ou vídeos possam ser destruídos ou removidos. Mas mesmo que os cidadãos conheçam a lei, os especialistas não vêm qualquer benefício nela até que a própria polícia comece a respeitá-la.

    Mais:

    Polícia mata homens que atacaram sede de concurso de caricaturas de Maomé nos EUA
    Polícia dos EUA usa até blindado contra a população para fazer valer o toque de recolher
    EUA voltam a protestar contra o racismo
    Tags:
    vítimas, legislação, polícia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik