07:04 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 192
    Nos siga no

    O grande vazamento de dados nas agências federais dos Estados Unidos, anunciado na última semana, pode ter sido mais grave do que o próprio governo percebeu. Os hackers que invadiram o Escritório de Administração de Pessoal (OPM, na sigla em inglês) podem ter roubado dados pessoais de todos os funcionários federais.

    De acordo com o sindicato de funcionários federais, os hackers podem ter obtido informações vitais como o número de identidade de cada um dos empregados pelo governo federal dos EUA.

    Os dados incluem registros militares, informações sobre o status de veteranos, endereços, datas de nascimento, e históricos de pagamentos, plano de saúde, seguro de vida e pensão. Também incluem idade, gênero e informação racial, de acordo com uma carta enviada à diretora do OPM, Katherine Archuleta, por J. David Cox, presidente do Sindicato Federal Americano de Empregados do Governo.

    "Acreditamos que os números de identidade não estavam criptografados, uma falha de segurança que é absolutamente indefensável e absurda", dizia a carta, obtida pela Associated Press.

    "Baseado nas poucas informações que o OPM forneceu, acreditamos que o Arquivo Central de Dados de Pessoal era o banco de dados almejado e que os hackers agora têm em sua posse todos os dados pessoais de cada funcionário federal, cada aposentado federal e até um milhão de ex-funcionários federais."

    Enquanto o OPM vem minimizando a extensão da invasão, insistindo em afirmar que poucos dados pessoais foram comprometidos, o sindicato baseia suas descobertas em comunicados internos das agências.

    A invasão aos sistemas do OPM começou há mais de um ano, de acordo com oficiais que falaram com a ABC News. Hackers conseguiram passar por quatro "segmentos" de segurança durante o período.

    Enquanto oficiais americanos ainda não apontaram culpados, o líder da minoria no Senado, Harry Reid, declarou que a invasão hacker foi perpetrada "pelos chineses." O governo chinês seguidamente negou envolvimento no vazamento de dados, especialmente porque os EUA não apresentaram nenhuma prova.

    Mais:

    China diz que acusação dos EUA sobre hackers é irresponsável e contraproducente
    OTAN pretende tomar Kaliningrado da Rússia, segundo hackers na Lituânia
    Hackers tentam atacar a Kaspersky Lab e atrapalhar negociações do Sexteto com o Irã
    Brasil investe em segurança contra ataques hackers nas Olimpíadas de 2016
    Tags:
    dados, ataque hacker, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar