14:51 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    UE cria equipe especial para conter propaganda russa

    UE cria equipe especial para conter "propaganda russa"

    © AP Photo/ Virginia Mayo
    Mundo
    URL curta
    0 526

    A União Europeia criou uma unidade especial para combater o que chama de "propaganda" coordenada pela Rússia em meio à situação da Ucrânia, segundo imprensa europeia.

    A unidade com sede em Bruxelas é encarregada de monitorar a mídia russa e promover as atividades das instituições da UE (União Europeia), de acordo com a mídia local.

    De esquerda à direita: Margot Wallstrom (chanceler sueca), Vytautas Pinkus (embaixador lituano na Dinamarca), Leiv Lunde (Noruega), Edgars Rinkevics (chanceler da Letônia), Martin Lidegaard (chanceler da Dinamarca), Gunnar Bragi Sveinsson (Islândia), Peter Stenlund (secretário de Estado da Finlândia), Keit Pentus-Rosimannus (chanceler da Estônia)
    © AFP 2017/ KELD NAVNTOFT/SCANPIX DENMARK
    A equipe foi criada no âmbito do Serviço Europeu de Ação Externa (EEAS na sigla em inglês) e inicialmente é composto por cinco indivíduos apenas. O Ministério das Relações Exteriores da República Tcheca confirmou a informação, acrescentaram os órgãos de mídia.

    Instituições ocidentais têm feito várias tentativas de contrariar a cobertura russa dos acontecimentos mundiais.

    Em dezembro de 2014, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Letônia, Edgars Rinkevics anunciou que o país estava tentando convencer a UE a atribuir fundos para criar um canal de radiodifusão europeia em russo que seria desprovido do que chamou de "propaganda". 

    A programação seria toda em língua russa e o canal deve ser lançado em junho deste ano.

    Em março, a secretária-assistente para Assuntos Europeus, Victoria Nuland disse ao Comitê de Relações Exteriores dos EUA que o Departamento de Estado aumentou o financiamento para a radiodifusão em língua russa no dobro em comparação com os gastos durante 2014.

    As relações da Rússia com o Ocidente se deterioraram em meio a crise em curso há um ano na Ucrânia.

    Muitos meios de comunicação norte americanos e europeus adotaram uma abordagem unilateral para a cobertura dos eventos, acusando a Rússia de contribuir para o conflito militar na Ucrânia.

    Uma pesquisa de opinião, feita pela ICM Research para o Sputnik, revelou em maio que a maioria dos entrevistados na França, Alemanha, Grã-Bretanha e Grécia tinha pouca confiança em como grande mídia cobre a situação ucraniana.

    Mais:

    Mogherini: UE está preparando resposta à propaganda russa
    EUA dobram orçamento para combater suposta propaganda russa
    Alemanha cria propaganda oficial antirrussa
    Tags:
    mídia, guerra de informações, propaganda, União Europeia, Edgars Rinkevics, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik