13:59 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 221
    Nos siga no

    A União Europeia é totalmente responsável pelas sanções contra a Rússia, e pelo impacto que estas medidas produzem para si mesma, disse o primeiro ministro russo Dmitri Medvedev em coletiva nesta terça (2).

    "É uma responsabilidade colectiva da UE, claro que todos os Estados que a integram devem percebê-lo", afirmou Medvedev.

    O primeiro ministro russo ressaltou que os mesmos países europeus que impuseram as medidas restritivas sofrem com estas, neste contexto se referindo também a queda do comércio entre a Rússia e a Eslováquia. Medvedev disse que Moscou continuará respondendo de forma simétrica às novas decisões de Bruxelas.

    "Estaremos cientes do desenvolvimento da situação", acrescentou o político.

    A guerra de sanções entre Rússia e o Ocidente foi desencadeada pelo suposto envolvimento de Moscou na escalada da crise na Ucrânia e a reintegração de Crimeia em março.

    Estados Unidos e União Europeia embargaram os setores petrolífero e de defesa russos. As sanções também envolvem medidas como limitar o financiamento a médio e longo prazo a vários bancos com participação pública e aplicar restrições individuais contra alguns políticos e empresários do país.

    A Rússia, por sua vez, restringiu por um ano as importações de alimentos dos EUA, União Europeia, Austrália, Canadá e Noruega.

    Mais:

    Roma não vai abandonar diálogo com Moscou apesar das sanções
    G7 acha necessário manter as sanções contra a Rússia
    EUA suspendem parcialmente sanções à Crimeia
    G7 discutirá sanções contra a Rússia em junho
    Tags:
    embargo, sanções, União Europeia, Dmitry Medvedev, EUA, Eslováquia, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar