08:35 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados das forças de paz da ONU no Mali

    Al-Qaeda assume autoria de ataques a tropas da ONU no Mali

    © flickr.com/ UN Mission in Mali
    Mundo
    URL curta
    0 33641

    A Al-Qaeda no Magreb Islâmico (AQIM) assumiu hoje a autoria de dois ataques realizados contra forças de paz da ONU no Mali nesta semana, segundo informou a agência de notícias Al-Akhbar.

    Os ataques em questão ocorreram nos últimos dias 25 e 28. No primeiro, um lançamento de foguetes contra uma base da Minusma (missão da ONU no Mali) em Bamako terminou com um soldado bengalês morto e outro ferido, enquanto, na quinta-feira, a explosão de uma mina durante a passagem de um comboio internacional, no norte do país, deixou três militares de Burkina Faso feridos. 

    A explosão da mina, na estrada de Teherdge-Timbuktu, tinha como alvo o comandante da força militar, Michael Lollesgaard, e o chefe de polícia da Minusma, Awale Abdunasir. Mas os dois escaparam ilesos. 

    Apesar das informações oficiais, de acordo com a Al-Akhbar, um porta-voz da AQIM garantiu que o ataque de quinta-feira provocou três baixas entre os capacetes azuis.

    Segundo as Nações Unidas, 35 soldados de sua força de paz foram mortos no Mali desde o início das atividades da Minusma, em 2013, o que levou a ONU a descrever o país como o território mais mortal para os seus funcionários em todo o mundo. 

    Mais:

    Helicóptero da ONU cai e deixa dois mortos no Mali
    Tiroteio em restaurante na capital de Mali
    Autoridades do Mali assinam tratado de paz com rebeldes
    Tags:
    terrorismo, ataque, Minusma, ONU, Aqim, Awale Abdunasir, Michael Lollesgaard, Teherdge-Timbuktu, Burkina Faso, Bamako, Mali, Bangladesh
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik