17:50 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko

    Jornalista: Kiev pedincha Prêmio Nobel da Paz aos Estados Unidos

    © AFP 2019 / GENYA SAVILOV
    Mundo
    URL curta
    0 129
    Nos siga no

    Na Internet foi recentemente publicada uma carta do presidente da Suprema Rada, Vladimir Groysman, ao representante da embaixada dos Estados Unidos na Noruega, onde ele agradece a Washington pela assistência na nomeação do presidente Pyotr Poroshenko para o Prêmio Nobel da Paz, e pede garantias de que o chefe de Estado ucraniano receberá o prêmio.

    O jornalista de investigação Eric Zuesse postou a carta no seu blog e, se esta for verdadeira, revela que o parlamento ucraniano pediu aos EUA para atribuir o Prêmio Nobel da Paz 2015 ao presidente Poroshenko. A carta é dirigida a Julie Furuta-Toy, a chefe da missão diplomática na embaixada dos Estados Unidos em Oslo, sendo aparentemente assinada pelo presidente do Parlamento ucraniano, Vladimir Groysman.

    Presidente da Ucrânia Pyotr Poroshenko
    © AP Photo / Alexander Zemlianichenko
    O documento publicado descreve um acordo entre a Ucrânia e os EUA para pressionar o Comitê Norueguês do Nobel. 

    "Nós apreciamos os esforços que fizeram para que Pyotr Poroshenko seja nomeado para o Prêmio Nobel da Paz", diz a carta.

    No entanto, a carta mostra que Kiev não está exatamente satisfeito com os esforços dos EUA neste sentido. "Ainda consideramos as suas garantias de apoio por parte dos dois membros do Comité Nobel como insuficientes e não totalmente coerentes com os nossos acordos anteriores."

    Documento
    washingtonsblog
    Documento
    O documento, em seguida, revela como os EUA são capazes de exercer pressão sobre a Comissão. Existem cinco membros da Comissão e, para ganhar o prêmio, o candidato precisa do apoio de pelo menos três membros. A carta supõe que os EUA têm o apoio de dois professores e insta o embaixador dos EUA a "mudar a posição dos outros três membros."

    Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia, ao lado de Humvees blindados americanos no aeroporto Boryspil, Kiev, Ucrânia
    © AP Photo / Efrem Lukatsky
    Pyotr Poroshenko, presidente da Ucrânia, ao lado de Humvees blindados americanos no aeroporto Boryspil, Kiev, Ucrânia
    O presidente do parlamento ucraniano sugere "exercer alavancagens adicionais para envolver os senadores norte-americanos que efetivamente colaboraram com a Comissão em 2009", revelando como Barack Obama alcançou seu prêmio. 

    Independentemente da autenticidade do documento, continua a ser desconhecido quem vai ser nomeado para Prêmio Nobel da Paz 2015 e, especialmente, se o nome de Poroshenko constará na lista. 

    Entretanto, o serviço de imprensa de Groysman negou a informação sobre a carta. "Esta informação não é verdadeira. Na base de dados da Secretaria da Suprema Rada da Ucrânia não há qualquer carta com este número", disse o porta-voz, Dmitry Stolyarchuk.

    Tags:
    Prêmio Nobel, Pyotr Poroshenko, Barack Obama, Noruega, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar