13:59 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    População de Okinawa protesta contra a presença da base militar dos EUA na cidade

    Governador japonês visita EUA para protestar contra base aérea norte-americana

    © AP Photo/ Koji Sasahara)
    Mundo
    URL curta
    0 121

    O governador de Okinawa, Takeshi Onaga, está tentando levar ao público norte-americano a luta contra a base aérea dos EUA na cidade japonesa de Okinawa. Para tanto, Onaga realiza uma viagem de trabalho de 10 dias pelos EUA.

    Em sua primeira parada, no Hawai, ele tentou expor o problema não apenas à população japonesa, mas também aos legisladores locais.

    "Treze anos atrás, o ministro da Defesa visitou Okinawa e declarou que por ser a base mais perigosa do mundo a mesma devia ser relocada" – disse o governador japonês.

    Base aérea norte-americana
    © AFP 2017/ US Air Forces Central Command via DVIDS / Staff Sgt. Shawn Nickel
    A base aérea de Futenma, que atualmente abriga cerca de 27 mil soldados americanos, está localizada perto da área residencial e, só em março deste ano, partes de aviões norte-americanos caíram duas vezes, criando ameaça aos residentes da cidade.

    Durante anos, os militares procuraram fechar a base para construir uma nova, mais ao norte, em Henoko. O plano, no entanto, segundo Onaga, é confrontado por centenas de pessoas diariamente em Okinawa.

    O governador destaca ainda que a construção de uma nova base irá causar danos ao meio ambiente, já que a parte da linha costeira em Henoko deverá alagar cerca de 160 hectares para abrigar as novas instalações militares.

    "Um outro ponto importante é a proteção do meio ambiente. A baía abriga belos recifes e uma ampla variedade de espécies marinhas" – disse.

    Além disso, Onaga diz que a base de Okinawa abriga atualmente mais do que a metade dos militares norte-americanos estacionados no Japão. Na sua opinião, esse contingente poderia estar espalhado de forma mais uniforme pelo território do seu país.

    No âmbito da sua visita aos EUA, Onaga já se reuniu com o senador Mazie Hirono e, nos próximos dias, deverá encontrar o senador Brian Schatz e o governador David Ige.

    A ideia é tentar conseguir com que a base de Okinawa seja transferida para Washington. O governador japonês destaca, no entanto, que a mobilização visa exclusivamente esta base específica, e que o Japão não se opõe à presença de militares norte-americanos no país.

    Mais:

    Japão se opõe abertamente à China no mar do Sul da China
    Confusos, EUA pretendem proibir Japão de cooperar com Rússia
    Reformas da defesa provocam protestos no Japão
    Tags:
    militar, Takeshi Onaga, Okinawa, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik