01:31 17 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras países BRICS

    BRICS não pretendem virar aliança militar

    © Sputnik /
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    2301
    Nos siga no

    O vice-ministro das relações exteriores da Rússia, Sergei Ryabkov, declarou nesta quarta-feira, 27, que os países BRICS não pretendem transformar o bloco em uma aliança militar.

    "Não há nenhum objetivo de converter os BRICS em um grupo ou aliança militar. O objetivo é outro. O BRICS é um bloco de países conscientemente regido por interesses nacionais bem definidos em todos os níveis e procura promover a sua implementação com as ações conjuntas", afirmou o diplomata. 

    O vice-ministro também garantiu que Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul serão capazes de "neutralizar as pressões arbitrárias, ilegais e politizadas", através da criação do Banco de Desenvolvimento e o Fundo de Reserva de contingências financeiras.

    “Assim que o banco se tornar operacional, o desenvolvimento de projetos de infraestrutura e de investimento será intensificado”, disse Ryabkov.

    Com sede em Xangai (China) e escritórios nos demais países, o Novo Banco de Desenvolvimento terá capital inicial subscrito de 50 bilhões de dólares. Este valor será dividido da seguinte forma: 10 bilhões de dólares em ações integralizadas (dinheiro que será efetivamente colocado pelos acionistas, ao longo de sete anos) e 40 bilhões de dólares em ações exigíveis (a incorporação no capital será condicionada à demanda do NBD por mais recursos para empréstimos).

    O objetivo é financiar projetos de infraestrutura e de desenvolvimento sustentável (públicos e privados) dos próprios membros do grupo e de outras economias emergentes.


    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)

    Mais:

    Instituições ocidentais provocam saída de finanças dos BRICS
    Economista atribui evasão de recursos dos BRICS ao pagamento de juros da dívida externa
    Putin: BRICS aceitam lidar com desafios internacionais
    BRICS planejam reforçar cooperação econômica e na área da segurança
    Participação brasileira no Banco e no Fundo dos BRICS só depende do Senado
    Tags:
    militar, Banco de Desenvolvimento, BRICS, Sergei Ryabkov, África do Sul, Índia, China, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar