00:22 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Departamento de Tesouro dos Estados Unidos, em Washington DC

    EUA suspendem parcialmente sanções à Crimeia

    Wikipedia
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)
    0 225

    O Departamento de Tesouro permitiu a exportação de software de comunicações e serviços à Crimeia. A medida foi similar à suspensão parcial do embargo à Cuba, no início deste ano.

    O Departamento de Tesouro dos Estados Unidos autorizou a exportação de serviço e software de comunicações de mídias sociais para a região russa da Crimeia, nesta sexta-feira.

    Embora a Crimeia já tenha muitos usuários de internet e bloggers que documentam mudanças e as condições da península, a nota explicativa alega que a ação do Tesouro é tomada "nos interesses da segurança nacional dos EUA e da política externa porque ajuda a criar potencialmente um ponto de acesso sem controle." Os EUA não consideram a Crimeia como parte da Rússia, mas como parte da Ucrânia. Por isso, impuseram sanções contra a região.

    "Além disso, criar oportunidades para o povo da região da Crimeia, na Ucrânia, chamar atenção a esses temas pode também encorajar outros países a se juntarem aos Estados Unidos e outras nações que estão atualmente impondo sanções à Rússia", diz o texto explicativo.

    Os Estados Unidos agiram de forma semelhante com Cuba, igualmente permitindo a exportação de software de comunicações e de equipamentos de telecomunicação. De acordo com as exigências, a nacionalidade do residente da Crimeia deve ser usada para determinar a que país o produto será exportado. Mais de 99% dos residentes da Crimeia se tornaram cidadãos russos em 2014. A lei ucraniana não permite dupla nacionalidade.

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)

    Mais:

    Lavrov explica por que Kosovo não pode ser comparado com Crimeia
    Deputado russo anuncia novos navios para frota baseada na Crimeia
    Unidades militares da Crimeia e de Rostov recebem novos caças
    Tags:
    suspensão, sanções, Departamento de Tesouro dos EUA, Crimeia, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar