05:24 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    081
    Nos siga no

    O primeiro-ministro da China, Li Keqiang, manifestou nesta quarta-feira, 20, o interesse de instalar empresas chinesas no Estado do Rio. Após visitar o centro de operações do metrô da cidade, junto com o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, o primeiro-ministro vistoriou um dos trens chineses da empresa CNR.

    Em visita oficial ao Brasil desde a última terça-feira, 19, quando se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, em Brasília, o primeiro-ministro chinês desembarcou no Rio de Janeiro para conhecer o metrô da cidade, que utiliza trens chineses, antes de prosseguir a viagem para Colômbia, Peru e Chile. 

    O Rio de Janeiro já realizou a compra de 34 trens chineses, entre os quais nove foram entregues e três estão em operação. Ao visitar o Centro de Manutenção do Metrô Rio, Li Keqiang declarou que não pretende apenas exportar para o Brasil, mas também investir em fábricas no território brasileiro.   

    "Os governos dos dois países, as empresas dos dois lados, já chegaram a um consenso de que nós gostaríamos muito de instalar fábricas aqui no Rio de Janeiro porque assim vamos promover o emprego local", afirmou Li, ao falar com jornalistas.  

    Ele ainda destacou que "o Brasil está se desenvolvendo rapidamente e por isso busca grande quantidade de equipamentos de infraestrutura. Os dois países têm alcançado importantes consensos para cooperação de capacidade produtiva. São dois países emergentes. São dois gigantes que com certeza vão obter sucesso". 


    Mais:

    China está “gravemente preocupada” com caso dos chineses acusados de espionagem nos EUA
    Brasil e China planejam fundo para investimento em projetos de infraestrutura
    Brasil e China negociam tarifas especiais e facilidades de comércio
    Acordos Brasil-China assinados em Brasília somam US$ 53 bilhões
    Brasil e China assinam 35 acordos em visita do primeiro-ministro Li Keqiang
    Brasil e China ganham com visita do premiê chinês
    Tags:
    Brasil, China, Rio de Janeiro, Li Keqiang, BRICS, cooperação
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar