07:31 28 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 013
    Nos siga no

    A Agência Antidrogas (DEA, na sigla em inglês) dos EUA suspeita que o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela seja o chefe de um cartel de drogas internacional. O governo do país latino-americano desmente as acusações.

    Promotores federais estadunidenses estão investigando Diosdado Cabello, junto com outros altas figuras do governo desse país para esclarecer se têm ligação com uma rede internacional de tráfico de drogas.

    Segundo uma publicação no Wall Street Journal desta terça-feira (19), Cabello é "um dos alvos principais" da operação.

    A investigação não é do governo, porém observadores e pessoas ligadas ao processo comentam que pode estragar ainda mais as relações entre os EUA e a Venezuela.

    A DEA afirma estar buscando laços entre as autoridades da Defesa e das Forças Armadas e o mundo da droga, afirmando que estas teriam alegadamente patrocinado o narcotráfico.

    Segundo a publicação, Nicolás Maduro não está sendo investigado.

    O governo ainda não emitiu uma nota a este respeito, mas vários comentaristas venezuelanos já disseram que o objetivo da investigação é aumentar a pressão sobre a Venezuela.

    Muitos acreditam também que a investigação, que ocorre logo depois da viagem das mulheres dos líderes da oposição ao Brasil e aos EUA, visa fortalecer a oposição venezuelana de direita.

    Anteriormente, o próprio Diosdado Cabello tinha criticado as novas sanções impostas contra o seu país pelo governo dos Estados Unidos, dizendo que fazem parte de um "ataque" estadunidense.

    Tags:
    drogas, Diosdado Cabello, Venezuela, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar