22:27 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (285)
    0 131
    Nos siga no

    Uma maior escalada do conflito na Ucrânia, que tentam provocar radicais de Kiev e outras capitais, pode ter as mais negativas consequencias tanto para a Ucrânia quanto para todo o sistema de segurança europeia. A declaração é do ministro das relações exteriores russo, Sergei Lavrov,

    Após participar do comitê de ministros do Conselho Europeu nesta terça-feira, 19, em Bruxelas, o chanceler russo afirmou que “as perspectivas de resolução do conflito dependem diretamente do cumprimento pelas partes dos acordos de Minsk de 12 de fevereiro”. 

    Sergei Lavrov disse também que deve ser alcançado "um diálogo direto entre Kiev e as regiões do leste ucraniano, Donetsk e Lugansk, o mais rapidamente possível para estabelecer a remoção imediata do bloqueio econômico brutal, além da implementação de uma anistia, reformas constitucionais, judiciais e outras”. 

    "Consideramos que é necessário que o Conselho da Europa dê a sua avaliação sobre a legislação de Kiev, incluindo a glorificação de colaboradores nazistas. As tentativas de reescrever os resultados da Segunda Guerra Mundial, o veredicto do Tribunal de Nuremberg  desafiam os valores que estão no coração de nossa organização e garantidos na Carta das Nações Unidas”, acrescentou o ministro.  

    No início deste ano, a intensidade dos bombardeios no leste da Ucrânia aumentou significativamente, bem como o número de vítimas do conflito. Isto fez regressar ambas as partes às negociações.

    O novo acordo de paz, firmado em Minsk entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha inclui um cessar-fogo global no leste da Ucrânia, assim como uma reforma constitucional com a entrada em vigor até o final do ano de 2015 de uma nova Constituição, com a descentralização como elemento-chave (tendo em conta as particularidades das regiões de Donetsk e Lugansk, acordadas com os representantes destas áreas), e também a aceitação de uma legislação sobre o estatuto de Donetsk e Lugansk.

     

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (285)

    Mais:

    EUA querem ter mais influência sobre a mediação do conflito na Ucrânia
    EUA garantem ajuda militar sem limites à Ucrânia
    OTAN exorta Ucrânia a cumprir Acordos de Minsk
    Kremlin refuta acusações de Poroshenko sobre tropas russas na Ucrânia
    Tags:
    segurança, ONU, Sergei Lavrov, Donbass, Europa, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar