04:47 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 135
    Nos siga no

    A presença temporária de militares americanos na Estônia é a maneira mais eficiente de os Estados Unidos cooperarem com a OTAN, mas deixar soldados permanentemente no país não faz sentido, afirma o embaixador americano na Estônia, Jeffrey D. Levine.

    O embaixador americano na Estônia, Jeffrey D. Lavine, disse que manter soldados no país de forma permanente seria desmedido, embora o governo estoniano procure garantir uma presença constante de soldados dos EUA e da OTAN em seu território.

    De acordo com Levine, soldados americanos, que fazem parte das forças da OTAN, já estão baseados no país. Eles participam de treinamentos constantes e são submetidos a um processo de rodízio, mas em regime temporário.

    O embaixador afirmou que esta é a melhor e mais eficiente maneira de dizer que a OTAN está pronta para dar assistência à Estônia no caso de agressão de qualquer outro país.

    Atualmente, a Estônia recebe um pelotão de tanques do 7º Regimento da 3ª Divisão de Infantaria, consistindo de quatro tanques Abrams M1A2. Além disso, dois pelotões de paraquedistas americanos da 173ª Brigada Aérea estão servindo na base militar da cidade de Tapa.

    Mais:

    Não há razões para manter armas nucleares na Europa, diz o embaixador da Rússia na OTAN
    OTAN exorta Ucrânia a cumprir Acordos de Minsk
    Caças da OTAN simulam combates aéreos na Estônia
    Jatos da OTAN interceptam avião russo no Mar Báltico
    Tags:
    presença militar, OTAN, EUA, Estônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar