23:17 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 62
    Nos siga no

    A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou a medida que limita o poder da Agência Nacional de Segurança (NSA) de coletar os registros telefônicos de milhões de americanos, intensificando um confronto com os líderes republicanos do Senado, que se opõem às limitações. Foram 338 votos a favor e 33 contra.

    O impasse tem levantado a possibilidade de extensão de curto prazo do programa de coleta atual, que irá expirar em 1º de junho se o Congresso não agir. Mas assessores parlamentares dizem que não esta claro se há votos suficientes para estender temporariamente o controverso programa, que foi exposto pela primeira vez em 2013 pelo ex-agente da NSA, Edward Snowden.

    O líder da minoria no Senado, Harry Reid, afirma que irá vetar uma extensão a menos que esteja claro que o programa está sendo reformulado. O projeto de lei impediria a NSA de coletar informações em massa sobre ligações telefônicas, incluindo os destinatários das chamadas e a duração das conversas, uma prática que tem sido usada pelo menos desde 2006, informou Agência Estado.

    Mais:

    Tribunal americano reconhece que espionagem da NSA foi ilegal
    À prova de Snowden? NSA tenta impedir vazamentos futuros
    EUA: tiroteio mata uma pessoa na sede da NSA
    Wikipédia processa NSA por vigilância em massa
    Tags:
    Agência Nacional de Segurança (NSA), Congresso dos EUA, Harry Reid, Edward Snowden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar