00:13 27 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Eleições no Donbass

    Donbass propõe proibir constitucionalmente entrada da Ucrânia na OTAN

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    0 343

    As Repúblicas Populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) enviaram à Comissão Constitucional da Ucrânia e ao grupo de contato as suas propostas de alteração da Constituição do país.

    Em particular, a RPD e a RPL sugerem incluir na lei principal da Ucrânia artigos sobre a autodeterminação de algumas regiões da Ucrânia e a manutenção do status de não alinhamento do país.

    Eles também propõem criar no Donbass grupos de milícias controladas por órgãos de poder local, determinar o status oficial da língua russa e introduzir um regime econômico especial. Além disso, as repúblicas apresentaram um projeto de lei sobre as peculiaridades das eleições locais.

    Bandeiras da autoproclamada República Popular de Donetsk
    © Sputnik / Mikhail Voskresenskiy
    “Nós enviamos de novo nossas propostas na véspera da reunião da Comissão Constitucional. Se Kiev adoptar as alterações na Constituição da Ucrânia, a RPD e a RPL farão as alterações necessárias nas suas constituições”, relata a agência de notícias de Donetsk, citando o representante oficial da RPD no Grupo de Contato de Minsk, Denis Pushilin.

    Anteriormente Pushilin declarou que a República Popular de Donetsk (RPD) é a favor da mais ampla autonomia, mas apenas caso não haja prejuízo para os seus interesses. Porém se Kiev continuar a violar os Acordos de Minsk, a RPD irá em direção à independência total da república. Donetsk e Lugansk propõem compromissos bastante adequados, porque agora não se trata da independência total, ideia que anteriormente prevalecia no discurso dos líderes independentistas.

    Entretanto o ministro das Relações Exteriores alemão, Frank-Walter Steinmeier, disse na quarta-feira que há muitos problemas na implementação dos acordos de Minsk, informa a agência russa RIA Novosti.

    “Há muitos obstáculos para implementar os acordos de Minsk. Eu, como sempre, compartilho o ponto de vista que o processo de resolução será muito longo e complicado. Espero que a criação de grupos de trabalho nos aproxime do estabelecimento”, disse o ministro.

    Tema:
    Ucrânia em foco da política internacional (289)
    Tags:
    reforma constitucional, OTAN, Denis Pushilin, Lugansk, Donetsk, Donbass, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar