03:52 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

    Maduro acusa agências de notícias ocidentais de ‘guerra psicológica‘

    Mundo
    URL curta
    0 298101

    O presidente da Venezuela Nicolás Maduro acusou as agências AP, AFP, Reuters e EFE de fazerem parte de uma "uma máquina de guerra psicológica".

    Maduro fez esta declaração em Caracas nesta terça-feira (5) quando prestou homenagem e entregou a Ordem da Libertadores aos cinco cubanos recentemente liberados das prisões norte-americanas. A mídia ocidental chama estas pessoas de agentes secretos cubanos, mas o presidente venezuelano negou estas acusações, frisando que “estes cinco fervorosos patriotas cubanos e latino-americanos foram ao território estadunidense para impedir ataques terroristas que se pretendiam fazer contra o povo cubano”. 

    Maduro disse que a “Reuters, AP, AFP e EFE são as quatro grandes agências informativas que marcam a pauta mundial”.

    "Elas declaram guerra quando tem de haver guerra, perdoam e convertem em anjinhos quando têm de perdoar e converter em anjinhos, nem que seja o maior assassino do mundo", manifestou.

    “É uma máquina de guerra psicológica para impor matrizes de opinião, para manejar a opinião pública, para manejar a mente humana”, asseverou.

    Ao mesmo tempo, Nicolás Maduro prefere outras fontes de informação como, por exemplo o RT, o que mostra o seu Twitter no qual ele publica artigos do site deste canal de TV.

    Entretanto, em finais de Março, o canal televisivo RT em espanhol e a televisão latino-americana Telesur lançaram um projeto conjunto “Venezuela e Rússia na Mira”, divulgou a Sputnik Mundo alegando a diretora da emissão do RT em espanhol, Viktoria Vorontsova.

    Tags:
    jornalistas, mídia, Reuters, AFP, RT, Nicolás Maduro, Venezuela, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik