05:51 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Militantes do EI marchando na Síria

    Estado Islâmico afirma ter 71 militantes nos EUA prontos para atacar

    © AP Photo/ Public Domain
    Mundo
    URL curta
    0 154468

    O Estado Islâmico tem 71 jihadistas nos Estados Unidos que estão prontos para o combate, informa um post dos extremistas na Internet.

    “Temos 71 soldados treinados em 15 estados diferentes que estão prontos para atacar qualquer alvo que nós desejarmos”, diz-se num post publicado nesta terça-feira (5) no site JustPasteIt. 

    Virgínia, Maryland, Illinois, Califórnia e Michigan fazem parte da lista.

    Segundo a mensagem dos terroristas, 23 militantes dos mencionados 71 inscreveram-se para realizar ataques semelhantes ao recente atentado no concurso e exposição de caricaturas do profeta Maomé, que aconteceu no domingo, 3 de maio, na cidade norte-americana de Garland, Texas. 

    O Estado Islâmico também afirma no post que o seu alvo era a organizadora da exposição e controversa blogger norte-americana Pamela Geller.

    “Iremos enviar todos nossos leões para alcançar o massacre dela”, manifestou o Estado Islâmico. 

    Nesta terça-feira, o EI confessou em sua rádio oficial que o ataque contra a exposição foi realizado por seus combatentes em protesto contra o que eles consideram “blasfêmia contra o profeta Maomé”. 

    O grupo terrorista Estado Islâmico, anteriormente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, foi criado e, inicialmente, operava principalmente na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. Há alguns meses, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, o Estado Islâmico lançou um ataque maciço em províncias do norte e noroeste do Iraque e ocupou um vasto território. No final de junho, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria. Neste momento militantes do EI tentam penetrar em outros países, inclusive na Líbia, Afeganistão e Paquistão.

    Tags:
    jihadista, ameaça, terrorismo, Estado Islâmico, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik