21:35 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Força Aérea russa treina para a parada militar do Dia da Vitória em Moscou

    Presidente da Venezuela planeja visitar Moscou em 6 de maio

    © Sputnik/ Anton Denisov
    Mundo
    URL curta
    0 458121

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, informou pretender visitar a Rússia em 6 de maio para participar das celebrações dos 70 anos da Vitória da Grande Guerra Patriótica.

    “Estou viajando para a Rússia a convite de Vladimir Putin”, citou as palavras de Maduro a agência Bloomberg.

    Em meados de abril, o embaixador da Venezuela na Rússia, Juan Vicente Paredes Torrealba informou que Nicolás Maduro poderia vir a Moscou para a celebração dos 70 anos da Vitória da Grande Guerra Patriótica. 

    Segundo o porta-voz da presidência russa, Dmitry Peskov, até o dia 30 de abril foi confirmada a participação dos presidentes do Azerbaijão, Armênia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Turcomenistão nas celebrações. Além disso, está confirmada a presença de autoridades supremas da China, Índia, África do Sul, Venezuela, Vietnã, Alemanha, Zimbábue, Cuba, Macedônia, Mongólia, Palestina, Eslováquia, Bósnia e Herzegovina, Abcásia, Ossétia do Sul, Chipre, Sérvia e República Tcheca. O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, confirmou a sua participação esta semana. UNESCO será representada pela diretora da organização, Irina Bokova.      

    A Parada da Vitória de 9 de maio na Praça Vermelha de Moscou será um dos maiores eventos do gênero em toda a história das celebrações e as autoridades russas prometeram surpresas para a ocasião.

    Mais:

    Lavrov: Moscou espera receber altos representantes no Dia da Vitória
    ONU confirma visita de Ban Ki-moon a Moscou no Dia da Vitória
    Presidente da China divulga roteiro da viagem a Moscou para a Parada da Vitória
    Rússia apresenta novas armas na Parada da Vitória
    Tags:
    Grande Guerra Patriótica, Parada da Vitória, UNESCO, ONU, Irina Bokova, Ban Ki-moon, Nicolás Maduro, Moscou, Venezuela, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik