13:34 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Bandeiras nacionais de Cuba e EUA

    EUA autorizam transporte de passageiros entre Flórida e Cuba

    © AP Photo/ Ramon Espinosa
    Mundo
    URL curta
    Normalização de relações entre Cuba e EUA (67)
    0 27932

    O governo dos Estados Unidos informou nesta terça-feira ter autorizado o transporte comercial de passageiros e cargas entre Flórida e Cuba. A informação foi divulgada pelo Departamento do Tesouro norte-americano, que também anunciou que está emitindo licenças para autorizar o serviço. É a primeira vez em 50 anos que o transporte será autorizado.

    O presidente da companhia United Americas Shipping Services, Joseph Hinson, do setor de expedição de cargas, confirmou à agência France Presse, que sua empresa recebeu licença para realizar entregas para Cuba. 

    “O passo de hoje é um grane avanço”, destacou o empresário, complementando precisar de algumas licenças adicionais dos dois países para realizar as viagens de fato. 

    A distância entre os Estados Unidos e Cuba é 150 quilometros e o serviço será oferecido a partir da Flórida, pela costa marítima da região de Miami. As relações entre Cuba e Estados Unidos vem sendo retomadas desde dezembro do ano passado, quando os presidentes Raúl Castro e Barack Obama anunciaram a retomada das relações diplomáticas, interrompidas por meio século.

    Desde então os governos têm realizado reuniões sistemáticas e acertado detalhes sobre a reabertura das respectivas embaixadas em Havana e em Washington. Os dois presidentes também se encontraram em abril durante a Cúpula das Américas no Panamá. Outro passo importante foi o pedido de Obama para que Cuba seja retirada da lista dos países que financiam o terrorismo.

    O Congresso dos Estados Unidos precisa agora avaliar a recomendação de Obama. Também depende dos parlamentares retirar o embargo econômico que o país impõe a Cuba. 

    Tema:
    Normalização de relações entre Cuba e EUA (67)
    Tags:
    Barack Obama, Raúl Castro, Flórida, Cuba, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik