15:05 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Sergei Lavrov

    Chanceler da Rússia cita condições para cooperação com a UE

    © Sputnik/ Ilia Pitalev
    Mundo
    URL curta
    0 2180282

    A Rússia irá cooperar com a União Europeia se esta não prolongar as sanções, bem como mediante a demonstração de "confiança" pelos parceiros, declarou o ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov.

    "Se as sanções unilaterais, que nunca foram legítimas e são claramente contraproducentes, não forem renovadas pela União Europeia, nós obviamente daremos continuidade a nossa cooperação, mas dessa vez com a necessidade de avaliar a confiabilidade dos nossos parceiros" – disse Lavrov em entrevista coletiva que se seguiu ao encontro com seu colega de pasta austríaco Sebastian Kurz.

    O ministro confirmou que a confiabilidade dos parceiros diz respeito tanto ao cumprimento das obrigações, quanto ao impedimento daquilo que acontece com a posição da UE: "eles declararam publicamente que a política deve prevalecer sobre a economia".

    "Isso está sendo dito por aqueles que nos convidavam para o mundo do livre mercado e pediam para que não interferíssemos nos mecanismos do seu funcionamento" — acrescentou.

    Lavrov disse que quaisquer problemas nas relações entre Rússia e UE podem ser resolvidos com base nos princípios de igualdade e respeito dos interesses nacionais de cada país.

    "Nós trocamos opiniões sobre as perspectivas das relações entre a Rússia e União Europeia. Partimos do pressuposto de que a política não deve interferir na  economia e as relações devem se desenvolver com base no bom entendimento de interesses nacionais naturais dos países participantes. Tais abordagens são partilhadas por muitos políticos na Europa, incluindo a Áustria".

    O ministro destacou ainda que a Rússia foi forçada a se tornar auto-suficiente ao máximo nos setores que foram comprometidos pelas sanções do Ocidente.

    "Não expressamos quaisquer esperanças – nós temos que trabalhar não com base em expectativas e cálculos, mas a partir da realidade. A realidade é que nós precisamos nos tornar auto-suficientes ao máximo naqueles setores que até então dependiam em grande parte da cooperação com parceiros no exterior" – disse Lavrov.

    Ele explicou não tratar-se de isolamento, nem de uma tentativa de ingressar numa autarquia, mas de uma necessidade forçada.

    As relações entre a Rússia e o Ocidente deterioraram-se por conta da situação na Ucrânia. Em julho do ano passado, a UE e os Estados Unidos aplicaram sanções pontuais contra certos indivíduos e empresas da Rússia. Em seguida, foram implementadas medidas restritivas setores inteiros da economia russa. Em resposta, a Rússia restringiu a importação de produtos alimentares de países que impuseram as sanções. Moscou tem afirmado repetidamente que não tem interferência no conflito interno ucraniano e possui interesse na resolução pacífica do confronto.

    Mais:

    Lavrov diz que tentativas de isolar a Rússia fracassaram
    Lavrov: países da América Latina são parceiros de confiança da Rússia
    Lavrov: Cooperação entre Rússia e China não se desenvolve contra ninguém
    Lavrov: EUA tentam limitar o relacionamento da Rússia com outros países
    Tags:
    cooperação, Sebastian Kurz, Sergei Lavrov, Áustria, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik