00:17 18 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Casas destruídas após bombardeios em Gorlovka

    Gasoduto de Gorlovka pega fogo após bombardeios de Kiev no leste da Ucrânia

    © Sputnik / Irina Gerashchenko
    Mundo
    URL curta
    0 18

    Um gasoduto de alta pressão pegou fogo na cidade de Gorlovka, no leste da Ucrânia, após ser atingido por bombardeios das forças de Kiev durante a noite, segundo informou a administração da cidade nesta quarta-feira (29).

    "Registramos um incêndio em um gasoduto de alta pressão depois dos bombardeios", disse um funcionário do governo local, citado pela Agência de Notícias de Donetsk.

    Dezoito subestações elétricas ficaram sem energia elétrica na parte da manhã, mas, segundo as últimas informações, as equipes de reparação já consertaram metade delas. Além disso, "seis casas residenciais foram destruídas" como resultado dos bombardeios, de acordo com a fonte.

    O Ministério da Defesa da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) disse em comunicado que as forças ucranianas bombardearam Gorlovka duas vezes durante a noite, usando artilharia de 152 mm e morteiros de 82 mm. 

    Ainda segundo as autoridades da RPD, um homem morreu (identificado na foto abaixo como Vassili, de 27 anos) e uma mulher ficou gravemente ferida durante os ataques.

    Kiev vem realizando, desde abril de 2014, uma operação militar para esmagar os independentistas no leste do país, que não reconhecem a legitimidade do governo central que subiu ao poder depois de um golpe de Estado ocorrido em fevereiro do ano passado. Segundo os últimos dados da ONU, mais de seis mil civis já foram vítimas deste conflito.

    Um novo acordo de paz foi assinado em Minsk, em fevereiro deste ano, entre os líderes da Rússia, da Ucrânia, da França e da Alemanha – o chamado quarteto da Normandia. O documento prevê, entre outras disposições, a retirada das armas pesadas de ambos os lados da linha de contato e um cessar-fogo global no leste da Ucrânia, mas ainda são frequentes as denúncias de violação do acordo. 

    Mais:

    EUA pretendem ridicularizar Rússia e simulam presença de russos na Ucrânia
    Nacionalistas do Setor de Direita se rebelam contra seus patrões no governo em Kiev
    Oficiais de Kiev instam as forças de defesa de Donbass a abrir fogo contra o batalhão Azov
    Donetsk: Kiev escolhe solução militar do conflito no país
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik