05:58 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Caixão de Rodrigo Gularte antes do envio ao Brasil.

    Anistia Internacional condena execuções na Indonésia

    © AFP 2018 / Bay Ismoyo
    Mundo
    URL curta
    0 16

    A Anistia Internacional definiu, nesta quarta-feira (29), como “reprovável” o fuzilamento de oito pessoas na Indonésia. O diretor do organismo para a Ásia–Pacífico, Ruppert Abbott, afirmou que “as execuções foram feitas com uma total falta de consideração pelas salvaguardas reconhecidas internacionalmente para o recurso à pena de morte”.

    Na terça-feira (28), o brasileiro Rodrigo Gularte e mais seis estrangeiros, além de um indonésio, foram executados pela Indonésia. Todos haviam sido condenados à pena de morte por tráfico internacional de drogas. No entanto, conforme destacou a Anistia Internacional, os fuzilamentos aconteceram mesmo com os tribunais do país tendo aceito pelo menos dois recursos.

    O organismo ainda denunciou que muitos condenados não tiveram a devida assistência de advogados competentes ou de intérpretes durante a detenção e na fase inicial de julgamento. A Anistia Internacional realçou também que Rodrigo Gularte foi executado mesmo sendo diagnosticado como esquizofrênico e que a lei internacional proíbe que pessoas portadoras de doenças psiquiátricas tenham penas de morte cumpridas.

    Tags:
    estrangeiros, tráfico de drogas, execuções, morte, fuzilamento, drogas, Anistia Internacional, Rodrigo Gularte, Indonésia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik