22:13 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Notas bancárias de 5 mil rublos

    Investidores mostram interesse renovado por mercado russo

    © Sputnik / Vladimir Trefilov
    Mundo
    URL curta
    0 312

    O recente fortalecimento do rublo e do mercado russo de ações volta a atrair os investidores. A moeda norte-americana, pelo contrário, reduziu significativamente a taxa de crescimento devido às baixas expectativas sobre o esperado aumento de taxas de juro de curto prazo de empréstimos.

    A informação foi divulgada pelo jornal norte-americano Wall Street Journal. Segundo o jornal, enquanto o rublo está se fortalecendo, o dólar está passando por um enfraquecimento significativo: várias moedas estrangeiras se fortaleceram contra o dólar este ano. O jornal observa que a queda do dólar acontece ao mesmo tempo com as expectativas de que a Reserva Federal dos EUA aumentaria as taxas de juro de curto prazo. Entretanto, o rendimento dos ativos russos volta a atrair os investidores.

    De acordo com Jeffrey Pazzanese, especialista da empresa de investimento Federated Investors, a Rússia — é "uma história de alto rendimento".

    Ele nota que comprou rublos através de contratos a prazo, sendo certo que ainda há espaço para a moeda russa se fortalecer frente ao dólar.

    Em 2015 o rublo subiu contra o dólar em 17,5 por cento. Além disso, segundo o jornal, a moeda russa, que sofreu uma forte queda em dezembro, em seguida, recuperou 46 por cento do seu valor. Os títulos de rublo soberanos e o índice russo de ações também subiram.

    De acordo com o jornal, a recessão na Rússia manteve-se, mas a economia russa em outros aspetos está melhorando: os preços do petróleo recuperaram após seis anos de baixa, e a trégua na Ucrânia aliviou as tensões geopolíticas.

    A economia russa, para surpresa de muitos analistas, está recuperando. Em particular, a revista norte-americana Newsweek escreve que a economia da Rússia "continua em pé", ao contrário da maioria das expetativas. O portal Bloomberg, por sua vez, observou que a Rússia demonstrou no quarto trimestre de 2014, "um crescimento inesperado."

    Mais:

    “Recuperação espetacular” da economia dos EUA vira pó em semanas
    Obama: EUA devem escrever as leis da economia global, não a China
    Brasil não precisa dos EUA para resolver problemas na economia
    Opinião: sanções do Ocidente podem estimular economia russa
    Tags:
    economia, sanções, Ocidente, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik