16:19 26 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 38
    Nos siga no

    Mikhail Ulyanov, o diretor do Departamento do Ministério das Relações Exteriores da Rússia para a não-proliferação e controle sobre armamentos expressou sua preocupação em relação à política norte-americana na conferência sobre o Tratado de Não-Proliferação Nuclear que se iniciou nesta segunda (27) nos EUA.

    O diretor disse ainda que a política dos EUA em matéria de mísseis antibalísticos cria um sério obstáculo a um corte maior  dos arsenais nucleares.

    "É a política seguida pelos EUA que coloca o mais sério obstáculo no caminho de novas reduções (das armas) nucleares", disse. "O problema decorre de apego ferrenho dos americanos a uma linha política que objetivamente chacoalha a estabilidade estratégica global, através da criação de um sistema global de defesa antimísseis unilateral."

    Ulyanov rejeitou as acusações norte americanas de que a Russia teria violado tratados internacionais, incluindo o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário, como o Secretário de Estado norte-americano, John Kerry acusou na ONU nesta segunda-feira (27).

    "O lado americano fez novamente acusações totalmente infundadas contra nós alegando que estamos violando o Tratado", disse Ulyanov. "Os EUA se recusam ou, mais provavelmente, são incapazes de substanciar essas afirmações com quaisquer fatos concretos", concluiu.

    "Tem-se a impressão de que o objetivo real é tentar tirar crédito da Rússia e apresentá-la como um Estado que viola seus compromissos internacionais", disse ele em resposta ao discurso do secretário de Estado norte-americano, John Kerry.

    Tags:
    armas nucleares, TNP, ONU, John Kerry, Mikhail Ulyanov, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar