02:23 11 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Vladimir Putin, presidente da Rússia

    Putin: sanções contra a Rússia não são motivo para ficar angustiado

    © Sputnik / Michael Klimentyev
    Mundo
    URL curta
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)
    0 372
    Nos siga no

    Putin acredita que as sanções introduzidas pelo Ocidente contra a Rússia não podem ser motivo para angústia, conforme explicou no documentário "O Presidente", transmitido pelo canal Rossiya 1 por ocasião do 15º aniversário de sua ascensão aos altos escalões do Estado russo.

    "(As sanções) são pouco mais do que uma tentativa para conter o desenvolvimento da Rússia e podemos encontrar estes esforços contra em todas as épocas, inclusive no período imperial", disse Putin. "Esta política de contenção da Rússia tem sido conhecida há séculos. Não há nada de novo e não há nenhuma razão para se sentir angustiado."

    Ele admitiu ter a impressão de que por vezes o Ocidente amou a Rússia, mas só nos momentos em que o país estava precisando de ajuda humanitária. "Então aí está tudo bem e eles enviam batatas para nós", afirmou.

    "As elites econômicas e políticas desses países nos amam quando estamos sem dinheiro, implorando com mão estendida, mas assim que começamos a afirmar os nossos interesses de qualquer tipo eles começam a sentir um elemento de realização geopolítica", disse Putin. "E quem gostaria disso?"

    Presidente russo Vladimir Putin
    © East News / AP Photo/Pavel Golovkin
    "Estou convencido do fundo do meu coração que não estamos violando nenhuma das regras do jogo", disse, acrescentando que se refere ao direito internacional e à Carta das Nações Unidas, em primeiro lugar.

    "Isso diz respeito às nossas relações com a Ucrânia, a situação em torno da Crimeia, o nosso posicionamento em outras regiões do globo, a luta contra o terrorismo internacional", indicou Putin. "Igualmente, isso diz respeito aos nossos problemas no campo da segurança global, por exemplo, a nossa posição sobre a retirada dos EUA do tratado crucial sobre a restrição aos sistemas de mísseis antibalísticos."

    "Quando chegamos a tudo isso, quando levantamos estas questões, quando falamos sobre as coisas que nos ameaçam, como a expansão da OTAN para o Leste e o avanço de sua infra-estrutura militar em direção a nossas fronteiras, então o desejo de nos combater surge", concluiu o presidente russo.

    Tema:
    Guerra de sanções entre Rússia e Ocidente (177)

    Mais:

    Putin: serviços de inteligência dos EUA estiveram em contato com radicais do Cáucaso
    Putin: Neofascismo e russofobia são males modernos do mundo
    Tags:
    sanções, Vladimir Putin, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar