01:28 19 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Cartão do jogo Trivia

    EUA criam “Polônia nazista” em jogo educativo

    © Foto : AS, TD
    Mundo
    URL curta
    0 95

    Um jogo educativo de mesa editado pela empresa estadunidense Mattel contém informações históricas profundamente erradas.

    As regras do jogo são simples: você escolha um cartão em que está indicada uma noção. E depois, deve procurar outro cartão com uma inscrição que explique a noção do primeiro cartão. É simples, né?

    O jogo Party Tin, da Mattel, é deste tipo. É destinado às crianças, que naturalmente gostam de conhecer o mundo e aprender. Mas os editores não verificaram toda a informação dos cartões. A partir de um cartão, as crianças aprendem que “A Lista de Schindler” é “um filme de Steven Spielberg criado em 1993, que conta a história real de um empresário católico que salvou mais de mil judeus na Polônia nazista“.

    Não é preciso explicar aos poloneses de que na história não houve tal formação como uma "Polônia nazista". E que, na época da Segunda Guerra Mundial, a Polônia foi ocupada pela Alemanha nazista, cessando de ser um Estado livre. Os poloneses foram vítimas da Segunda Guerra Mundial.

    Mas as crianças norte-americanas não sabem disso, mas aprendem sobre a "Polônia nazista" do jogo.

    Tendo em conta a susceptibilidade de pensamento das crianças, é possível argumentar que a determinação errada pode permanecer na memória de uma criança para a vida inteira e determinará a imagem negativa da Polônia no futuro.

    O jornal polonês Nowy Dziennik pediu à embaixada da Polônia, em Washington que recentemente tinha tão drasticamente reagido às palavras do chefe do FBI   LINK, comentar o assunto.

    Em resposta, "a embaixada da Polônia em Washington e outra missão diplomática polonesa reagem a todas as interpretações erradas da história".

    "Obrigado pelo sinal. Nós iremos contatar imediatamente o fabricante [do jogo, a empresa norte-americana Mattel] e vamos pedir que ajuste a definição que não corresponde à verdade histórica."

    O chanceler polonês, Grzegorz Schetyna, concedeu uma entrevista à emissora Sputnik em que comentou o assunto:

    – O que está acontecendo, por que a Polônia é a vitima de constantes ataques? Porque a fabricante de jogos Mattel fala da "Polônia nazista"?

    – Aparentemente, somos mais sensíveis a essas coisas, prestamos atenção especial ao que está acontecendo em outros Estados e estamos prontos para reagir, seja a comentários inapropriados oficiais, seja a uma entrevista ou artigo na imprensa, ou o tema de jogos de computador. É preciso responder da mesma forma – uma forma rápida e decisiva.

    – Talvez devêssemos rapidamente e decisivamente exigir que a empresa Mattel responda perante o tribunal? Talvez, de fato, é necessário que alguém comece a pagar, porque a tendência está repetindo…

    – Sim, essas coisas acontecem o tempo todo. Este efeito não é apenas uma falta de imaginação, mas também de um conhecimento elementar da história. Infelizmente, é comum nos Estados Unidos, como vimos ao longo dos últimos dias.

    – Bem, mas o que fazer com a empresa Mattel — ir a tribunal?

    – Acho que sim, ou seja, temos de começar negociações sérias, e o embaixador polonês nos Estados Unidos hoje abordará a questão da suspensão das vendas deste jogo… Se não recebamos decisão positiva por parte da empresa, vamos apresentar uma demanda para o tribunal.

    Tags:
    história, escândalo, Mattel, Polônia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar