15:43 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 26
    Nos siga no

    Representantes de diversos países de maioria árabe estão reunidos no Cairo, capital do Egito, para discutir a possível formação de uma força conjunta para intervir em crises regionais e combater ameaças terroristas.

    Segundo o secretário-geral da organização, Nabil al-Arabi, citado pela mídia da região, a iniciativa não será caracterizada pela oposição a algum país em particular, mas, sim, por uma parceria entre Estados árabes. 

    A ideia de criar uma força desse tipo já vem sendo debatida por membros da Liga Árabe há várias décadas, desde a assinatura (em abril de 1950) de um pacto de defesa conjunta raramente utilizado. O assunto voltou ao centro das atenções do grupo apenas no mês passado, quando a Arábia Saudita, junto com alguns aliados, decidiu lançar uma ofensiva no Iêmen contra os militantes xiitas conhecidos como houthis. Embora a coalizão, apoiada pelos EUA, tenha anunciado uma mudança tática na operação na última terça-feira, a nova fase da intervenção, iniciada hoje sob o título “Restaurando a Esperança”, permanece baseada em ataques aéreos indiscriminados sobre o território iemenita, segundo fontes locais. 

    Mais:

    Arábia Saudita anuncia fim dos ataques e nova fase das ações no Iêmen
    Número de mortos no Iêmen entre civis e combatentes se aproxima de 1.000
    EUA enviam mais navios de guerra para o Iêmen
    Ataques aéreos no Iêmen: Sanaa nunca tinha ouvido tão fortes explosões
    Tags:
    xiitas, operação militar, ataque aéreo, terrorismo, houthis, Restaurando a Esperança, Liga Árabe, Nabil al-Arabi, EUA, Cairo, Egito, Iêmen, Arábia Saudita, Oriente Médio
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar