10:58 10 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    1121
    Nos siga no

    O Ministério das Finanças da China anunciou sete novos países como membros-fundadores do Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB), elevando o total para 57. Suécia, Israel, África do Sul, Azerbaijão, Islândia, Portugal, Polônia e Noruega passam a integrar o grupo.

    Notas bancárias de 5 mil rublos
    © Sputnik / Vladimir Trefilov
    Os membros fundadores da AIIB têm o direito de ajudar a definir as regras do banco, enquanto os países que solicitaram a adesão após 31 de março serão considerados membros ordinários com direito a voto, mas sem participar do processo criação da regulamentação interna.

    A Noruega também está na lista, apesar do congelamento completo das relações e de ter cortado todos os laços em alto nível entre os dois países. O conflito remonta a 2010, quando o Prêmio Nobel da Paz foi para o dissidente chinês Liu Xiaobo. O governo norueguês havia insistido que o Comitê Nobel é independente e faz suas próprias escolhas

    Os EUA e Japão são as duas principais nações a se absterem de se juntar ao AIIB. Na terça-feira (14), um alto funcionário das finanças do Canadá disse que Ottawa estava ativamente pensando em entrar para a instituição, apesar dos EUA e das reservas japonesas, segundo a Reuters.

    Até agora, Taiwan foi o único território a ter o pedido rejeitado. A China, porém, disse que acolherá a ilha na instituição futuramente, “sob um nome apropriado”. Pequim vê Taiwan, território autônomo de 23 milhões de pessoas, como uma província rebelde, tendo repetidamente se comprometido a levá-lo de volta, até com o uso da força.

    Tags:
    relações diplomáticas, membros, fundadores, conflito, Prêmio Nobel, Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB), Liu Xiaobo, Azerbaijão, Ottawa, Pequim, Islândia, Polônia, Noruega, Portugal, Taiwan, Canadá, Israel, Suécia, África do Sul, China, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar