13:33 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente do Irã, Hassan Rouhani

    Irã se empolga com a suspensão do embargo russo à venda de sistemas antiaéreos S-300

    © AP Photo / Ebrahim Noroozi
    Mundo
    URL curta
    0 431

    Figuras públicas iranianas expressaram grande entusiasmo e esperança de melhores relações com a Rússia após a proibição da venda de sistemas de defesa antiaérea S-300 ter sido suspensa por decreto presidencial nesta segunda-feira (13).

    "Agora os americanos e seus aliados não serão capazes de abalar o equilíbrio da região e ditar as suas condições a partir de uma posição de força", disse o legislador iraniano Hossein Sheikholeslam, assessor do presidente do comitê de relações exteriores iraniano, em entrevista à Sputnik.

    Segundo ele, a decisão de permitir o fornecimento dos S-300 significa que se pode confiar na Rússia. Até agora, o embargo à venda dos sistemas antiaéreos era um "espinho profundo" nas relações com Moscou, de acordo com o legislador iraniano.

    O diretor da agência de notícias Mehr, Hassan Hanizadeh, também disse à Sputnik que a mudança foi recebida com grande entusiasmo no país.

    "O decreto de Vladimir Putin foi recebido com grande entusiasmo no Irã. Este passo demonstra a independência da Federação Russa na tomada de decisões políticas e mostra a fidelidade de Moscou nos compromissos que [o país] assume, mostrando ser um parceiro de confiança."

    Hanizadeh acredita que o levantamento do embargo está ligado ao acordo nuclear iraniano alcançado recentemente em Lausanne, na Suíça.

    "Parece que agora podemos falar de uma nova página na cooperação de defesa russo-iraniana. Esta cooperação deve beneficiar a região do Oriente Médio, onde a estabilidade tem sido gravemente abalada", disse ele.

    Tanto a Rússia quanto o Irã evitam adotar uma política externa agressiva e são favoráveis à paz na região – objetivo que, segundo Hanizadeh, será confirmado com o cumprimento dos contratos de fornecimento dos S-300.

    O contrato para a exportação dos sistemas russos de defesa antiaérea foi originalmente assinado em 2007, mas em 2010 o então presidente Dmitry Medvedev suspendeu o acordo, cumprindo assim as sanções do Conselho de Segurança da ONU contra o Irã, impostas em meio às preocupações internacionais com o programa nuclear desenvolvido pela república islâmica.


    Mais:

    Irã reconhece conspiração contra a Arábia Saudita na guerra civil do Iêmen
    Vários estados dos EUA vão manter sanções contra Irã apesar do acordo nuclear
    EUA fazem sua "última" declaração a respeito do Irã
    Tags:
    sistema de defesa antiaérea, embargo, S-300, Hossein Sheikholeslam, Hassan Hanizadeh, Vladimir Putin, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik