07:58 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Militantes do Estado Islâmico na Síria

    Promotora do Tribunal de Haia diz não poder investigar Estado Islâmico

    © AFP 2017/ ARIS MESSINIS
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 25105

    O grupo extremista Estado Islâmico cometeu "crimes de crueldade indizível" na Síria e no Iraque, mas o Tribunal Criminal de Haia não tem jurisdição para abrir uma investigação, disse hoje a promotora Fatou Bensouda.

    Em uma nota divulgada nesta quarta-feira, ela disse que "a base jurídica para abrir uma investigação preliminar sobre a situação é muito estreita neste estágio".

    A corte não tem jurisdição porque nem a Síria nem o Iraque são membros do tribunal, e o Conselho de Segurança das Nações Unidas não pediu uma investigação.

    Fatou diz responder a constantes interpelações sobre uma possível investigação do Estado Islâmico. Ela disse que países que não são membros da corte, ou o próprio Conselho de Segurança podem garantir jurisdição a ela. 

     

    fonte: Estadão Conteúdo


    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Estado Islâmico incendeia igreja cristã na Síria
    Premiê iraquiano critica papel dos EUA na luta contra Estado Islâmico
    Estado Islâmico captura campo de refugiados na Síria
    Iraque declara vitória contra Estado Islâmico em Tikrit
    Estado Islâmico executa casal por ato sexual antes do casamento
    Tags:
    crime de guerra, Estado Islâmico, Conselho de Segurança da ONU, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik