08:00 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    , em uma entrevista coletiva em Londres, 22 de janeiro de 2015. AFP PHOTO / POOL / STEFAN

    Premiê iraquiano promete impedir que milícias xiitas ataquem sunitas

    © AFP 2017/ POOL / STEFAN WERMUTH
    Mundo
    URL curta
    0 16031

    O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, prometeu nesta segunda-feira proteger as pessoas que vivem em territórios controlados pelo grupo Estado Islâmico de retaliações ou violações de seus direitos quando suas terras forem retomadas pelas forças do governo.

    Falando em Irbil, capital da região semiautônoma curda, Al-Abadi prometeu que as "propriedades e direitos" de moradores locais serão respeitadas assim que os militantes forem expulsos.

    "Garantimos ao povo das províncias de Anbar e de Nínive e de outros territórios sob o controle do Estado Islâmico que respeitaremos o povo e não toleraremos qualquer violação contra suas propriedades, direitos e almas", afirmou ele.

    Milicianos xiitas voluntários, conhecidos como Forças de Mobilização Popular, têm lutado junto com tropas do Exército iraquiano e têm tido um papel importante na expulsão de militantes do Estado Islâmico de Tikrit e de outras cidades.

    As milícias, contudo, também têm sido acusadas de saquear e de praticar vandalismo em cidades sunitas retomadas por elas. Al-Abadi admite que dezenas de casas e lojas foram queimadas em Tikrit e que várias pessoas foram detidas e agora aguardam julgamento por causa das violações cometidas na cidade.

    Com a tomada de Tikrit, muitos moradores esperam que agora a ofensiva do governo tenha como alvo as províncias de Anbar e Nínive, onde está localizada a segunda maior cidade do país, Mosul, na próxima fase das ações para expulsar os extremistas.

    Alguns moradores sunitas, entretanto, continuam temerosos de que a vitória do governo possa simplesmente representar a troca do duro controle dos militantes pela vingança de milicianos xiitas indisciplinados.

    Mais:

    Iraque declara vitória contra Estado Islâmico em Tikrit
    UNESCO aponta Irã como assistente de Síria e Iraque na área de restauração de monumentos
    Tags:
    milícias, Estado Islâmico, Haider al-Abadi, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik