15:33 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Benjamin Netanyahu

    Netanyahu: acordo com Irã deve incluir reconhecimento de Israel

    © AP Photo/ Gali Tibbon
    Mundo
    URL curta
    0 899216

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta sexta-feira, 3 de abril, que qualquer acordo final sobre o programa nuclear do Irã precisa incluir o reconhecimento do direito à existência de Israel.

    “Israel exige que qualquer acordo final com o Irã inclua um reconhecimento iraniano claro e inequívoco do direito à existência de Israel”, informa o comunicado oficial, divulgado pelo gabinete do primeiro-ministro.

    O primeiro-ministro também defendeu a necessidade de aumentar a pressão sobre o Irã para obtenção de compromisso melhor, do que o conseguido no acordo firmado na quinta-feira, dia 2 de abril.

    “Israel não aceitará um acordo que permite a um país que promete destruir-nos desenvolver armas nucleares”, declarou.

    Netanyahu se manifestou após ter consultado seus principais ministros em reunião do seu gabinete de segurança. Segundo o primeiro-ministro israelense, o acordo obtido em Lausana, na Suíça, representa um “grave perigo” porque não obriga o Irã a fechar instalações ou a destruir centrifugadoras, nem a parar a pesquisa sobre centrifugadoras avançadas.

    O acordo com o Irã foi obtido pelo grupo 5+1, formado pela Alemanha e os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (EUA, China, França, Rússia e Reino Unido). O trato prevê que o Irã mantenha um programa nuclear reduzido e sob controle, em troca de apoio econômico e político. Israel é atualmente considerada a única potência nuclear do Oriente Médio. O país não assinou o tratado sobre a não-proliferação das armas nucleares, informou Agência Brasil.

    Tags:
    programa nuclear iraniano, Benjamin Netanyahu, Irã, Israel, Alemanha, Reino Unido, Rússia, França, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik