07:54 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    MRE da Rússia

    Moscou acusou velhos "cavaleiros da Guerra Fria" de russofobia

    © Sputnik/ Aleksandr Polyakov
    Mundo
    URL curta
    0 1346237

    Moscou está indignada com a continuação da raivosa campanha antirrussa que se desenvolve nos Estados Unidos, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

    De acordo com o ministério, a mídia nacional dos Estados Unidos e os principais centros de ciência política “como se estivessem cumprindo uma ordem, expulsam calúnia russófoba, cuidadosamente criando a imagem do inimigo, inspirando habitantes com ódio de tudo que é russo”.

    “Os velhos "cavaleiros da Guerra Fria" até agora estão ansiosos, por exemplo, o ex-general Robert Scales, que em março chamou publicamente a "matar os russos", e o ex-comandante das forças da OTAN na Europa, Wesley Clark. Clark em 1999 quase provocou um conflito em grande escala, ordenou a atacar nossos paraquedistas que tinham alcançado o aeroporto de Pristina, em Kosovo, antes dos norte-americanos. Poucos dias atrás, em Washington, ele novamente assustou com uma "ameaça russa", exigiu começar imediatamente o fornecimento de armas para Kiev para uso contra Donbass”, disseram no ministério. 

    Além disso, o relatório sublinha que as declarações odiosas destes personagens são semelhantes às dos representantes oficiais dos EUA.

    “O Secretário de Estado Adjunto, Antony Blinken, considerou a defesa do direito de uso da língua russa o "nacionalismo linguístico”. Ou seja, os russos e os residentes de outros países que falam russo, incluindo a Ucrânia, são culpados de falar e pensar na língua russa”, frisaram no ministério.

    Tags:
    Guerra Fria, Ministerio das Relacoes Exteriores (Russia), EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik