15:35 21 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    gás

    Naftogaz pede para Gazprom estender o "pacote de inverno"

    © AFP 2017/ ANDREY SINITSIN
    Mundo
    URL curta
    0 520010

    A empresa de gás da Ucrânia, a Naftogaz, dirigiu uma proposta à Gazprom russa no sentido de esta estender o "pacote de inverno" de fornecimento de gás até o fim do período de outono-inverno que vem.

    A declaração foi feita pela empresa ucraniana nesta segunda-feira, 30 de março.

    Mais cedo, o ministro da Energia ucraniano, Vladimir Demchishin, disse que a partir de 1 de abril a Ucrânia pode parar de comprar o gás russo. Segundo ele, com a capacidade de importar gás dos parceiros europeus a Ucrânia tem a oportunidade de abandonar o gás russo,  se as condições forem desfavoráveis, e continuar se o preço for o preço de mercado.

    Em março, a Ucrânia tem comprado o gás russo em volume reduzido — apenas 10 milhões de metros cúbicos por dia.

    O lado russo irá considerar a proposta da Naftogaz, declarou na segunda-feira (30) o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov.

    A Ucrânia sofre um deficit de gás e carvão tanto para a produção de energia térmica, como de energia elétrica. O país economiza gás devido à redução das importações da Rússia. A falta de carvão se deve às operações bélicas em Donbass, onde se localiza a maioria das minas de carvão do país.

    Após longas e inconclusivas conversações, a empresa russa Gazprom impôs, desde 16 de junho de 2014, o pré-pagamento pelo gás fornecido à Naftogaz. Após a Eslováquia em setembro ter iniciado uma reversão em larga escala de gás para a Ucrânia, a Gazprom começou a exportar para todos os países o volume mínimo de gás previsto pelos contratos.

    Ao mesmo tempo a Ucrânia busca aumentar as importações de gás da União Europeia. O país terá a possibilidade de aumentar importações principalmente devido ao sistema de reversão de gás a partir da Eslováquia.

    Durante o ano de 2014 a Ucrânia reduziu o consumo de gás em 16% em relação ao ano anterior. Ao mesmo tempo 46% da demanda tem sido satisfeita pelas importações. Em 2014 o país também reduziu as importações da Rússia em 43,8%, ao mesmo tempo que aumentava as importações da Europa para mais do dobro.

    Mais:

    Bruxelas: Gazprom e Naftogaz garantiram o trânsito de gás para Europa
    Gazprom recebe US$ 15 milhões e garante fornecimento de gás para a Ucrânia
    Tags:
    gás, dívida, negociações, economia, Naftogaz, Gazprom, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik