17:52 20 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 112
    Nos siga no

    Na noite deste domingo, a líder da Frente Nacional, partido de extrema direita da França, declarou, após o encerramento do segundo turno das eleições departamentais, que ela está à frente do único movimento que faz de fato oposição ao atual governo do país.

    "Livre e independente, a Frente Nacional se opõe ao UMPS (neologismo utilizado pela extrema direita para confundir o eleitor, fundindo UMP e PS), e cada um pôde ver, com essas eleições, que ela ainda é uma realidade indiscutível", declarou Le Pen. 

    Segundo as primeiras avaliações após o pleito,  a coalizão formada pela União por um Movimento Popular (UMP), do ex-presidente Nicolas Sarkozy, e aliados confirmou o grande favoritismo verificado no primeiro turno das departamentais. Dados do instituto CSA indicam que a centro-direita foi a grande vencedora dessas eleições, conquistando entre 66 e 70 departamentos, enquanto a esquerda deverá ficar com algo entre 27 e 31 e a Frente Nacional, apenas dois.  

     

    Mais:

    Marine Le Pen: política externa de França é ditada por EUA
    Tags:
    eleições, Frente Nacional, PS, UMP, Nicolas Sarkozy, Marine Le Pen, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar