03:27 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Casino em Macau

    China perde dinheiro devido a campanha anticorrupção

    © AFP 2017/ Philippe Lopez
    Mundo
    URL curta
    0 63071

    Macau tem que buscar novas vias de atrair turistas. Pelo nono mês consecutivo, os casinos da Região Administrativa Especial de Macau, a chamada Las Vegas chinesa, registraram uma queda de receitas.

    A declaração foi feita por chefe do Executivo da região, Fernando Chui. Segundo notam os especialistas, os jogos de azar em Macau estão perdendo a sua popularidade em meio da desaceleração da economia chinesa, do combate à corrupção e dos esquemas de lavagem de dinheiro na China.

    O desenvolvimento rápido dos jogos de azar tinha até agora sido visto como um dos elementos do sucesso das reformas da China. Após a transição da soberania portuguesa para a chinesa, Macau conheceu um desenvolvimento significativo.

    Novos casinos, hotéis de luxo e centros comerciais começaram a abrir a uma velocidade incrível. Em 2013 as receitas do casino em Macau ascenderam a US$ 45 bilhões, sete vezes mais do que a receita de Las Vegas no mesmo ano. Mas em 2015, o casino de Macau deverá arrecadar cerca de 15 bilhões menos do que isso.

    O crescimento rápido de renda e a busca da emoção levaram os cidadãos chineses a fazer grandes apostas em Macau, que ainda é a única área na China onde os casinos são legais.
    É importante saber de onde vem o dinheiro que chega à cidade. A campanha anticorrupção foi declarada uma das prioridades da política interna de Xi Jinping e é claro que isso não poderia deixar de afetar o negócio dos jogos de azar.

    Durante vários julgamentos de funcionários corruptos foram apresentados fatos de que eles apreciavam passar o tempo livre no casino. A intensificação da campanha anticorrupção, que afetou as empresas estatais, o exército e até mesmo os serviços secretos, serviu como um sinal para muitos. Os chineses ricos têm agora medo de mostrar o seu padrão de vida. Como resultado, o lucro não apenas dos casinos, mas também de restaurantes e centros comerciais em Macau caiu drasticamente.

    Um sério revés para o negócio de sombra tornou-se o julgamento do líder de um grupo criminoso organizado Liu Ghanem, que lavava dinheiro através de casinos. Por seu crime ele foi condenado à morte.

    No entanto, as estatísticas mostram que, mesmo essas sentenças duras não estão levando os criminosos chineses a abandonar seus hábitos de jogar. Talvez este fato esteja associado com o crescimento das receitas dos casinos norte-americanos em Las Vegas no ano passado. O afluxo de jogadores chineses foi registrado também na Austrália.
    A grande questão é o que devem fazer os operadores de casino na Região Administrativa Especial de Macau e as autoridades locais, habituadas até agora às altas receitas tributárias provenientes dos fãs da roleta e do blackjack. Os empresários parecem ter encontrado uma solução.

    Este mês se tornou pública a decisão de uma das empresas de investimento vietnamita e de uma empresa de Hong Kong, Chow Tai Fook Enterprises, de construir uma grande área de jogo na província de Quang Nam, no centro do Vietnã.

    No Vietnã, os jogos de azar são proibidos, assim como na China, mas as autoridades pretendem afrouxar a regulamentação nesta área, permitindo a criação de um casino para os titulares de passaportes estrangeiros.

    Enquanto isso, as autoridades de Macau deverão encontrar uma solução para o problema dos cofres vazios, devido à guerra anticorrupção declarada por Xi Jinping.

    Tags:
    economia, casino, corrupção, Xi Jinping, Vietnã, Macau, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik