06:14 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

    Nicolás Maduro afirma que dialogaria com EUA em condições de igualdade e respeito

    © REUTERS/ Miraflores Palace/Handout via Reuters
    Mundo
    URL curta
    0 235100

    Em uma ação porta a porta em Caracas, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou que está pronto para dialogar com Washington, desde que haja condições de igualdade e respeito. “Quando, onde e como quiserem, eu quero”, disse o chefe de Estado.

    O presidente dos EUA, Barack Obama, publicou um decreto com sanções a altos funcionários venezuelanos. As medidas impedem a entrada em território norte-americano e congelam os bens dos sancionados. O chefe da Casa Branca também declarou a Venezuela como um “risco inusitado e extraordinário” para o seu país.

    As posições dos EUA foram rechaçadas pelos membros da União das Nações Sul-Americanas (Unasul), da Aliança Bolivariana das Américas (Alba), e por países como Cuba e Rússia. A ministra das Relações Exteriores venezuelana, Delcy Rodriguez, afirmou recentemente que os EUA estão planejando um bloqueio econômico e comercial à Venezuela.

    Tags:
    decreto, risco, diálogo, bloqueio econômico, Negociação, segurança, sanções, Alba, Unasul, Delcy Rodriguez, Nicolás Maduro, Barack Obama, Venezuela, Cuba, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik