11:13 18 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Andreas Lubitz, copiloto da Germanwings.

    Copiloto da Germanwings teria atestado médico o liberando do trabalho no dia da tragédia

    © REUTERS/
    Mundo
    URL curta
    0 0 04

    O copiloto da Germanwings, Andreas Lubitz, que teria colidido intencionalmente um Airbus 320 com os Alpes franceses na terça-feira (24), estaria de licença médica.

    O promotor de Düsseldorf, Ralf Herrenbrueck, divulgou um comunicado nesta sexta-feira (27) afirmando que foi encontrado na casa do aeronauta um atestado rasgado que o liberaria de trabalhar na data da tragédia. Ele disse ainda que documentos encontrados na casa do aeronauta indicam a existência de uma doença. Segundo ele, as evidências levam a crer que Lubitz teria escondido de seus empregadores provas de que estaria doente. No entanto, Herrenbrueck revelou que não foi encontrada qualquer carta suicida.

    O jornal alemão Bild publicou nesta sexta-feira informações que comprovariam as condições de saúde do copiloto. De acordo com o veículo de imprensa, citando documentos do órgão alemão que regula o setor aeroviário, o Luftfahrtbundesamt (LBA), Lubitz teria procurado ajuda psiquiátrica após um surto agudo de depressão em 2009.

    Tags:
    suicida, atestado médico, doença, queda, Airbus, Andreas Lubitz, Alpes, Dusseldorf, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik