02:31 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Sergei Lavrov e Daniel Ortega

    Sergei Lavrov visita Nicarágua e manifesta apoio à Venezuela

    © Sputnik/
    Mundo
    URL curta
    0 895301

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, criticou interferência externa na política venezuelana e condenou o embargo à Cuba.

    “Somos solidários ao povo e governo legítimo de Venezuela. Consideramos inaceitáveis as tentativas de uso de força e, mais ainda, de golpe de Estado, como métodos para deposição de governos legítimos. Estamos certos de que os problemas políticos internos devem ser solucionados exclusivamente no âmbito constitucional, sem interferência externa”, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, após reunião com o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega.  

    Nos últimos tempos, os EUA intensificaram as pressões sobre Venezuela e adotaram sanções contra alguns membros do seu governo. 

    Lavrov contou ao Ortega sobre sua visita à Colômbia, onde manteve reuniões no Palácio de San Carlos. Em uma das paredes de pedra do palácio está entalhada a seguinte frase de Simon Bolívar: “Cada povo possuiu o direito de determinar o próprio sistema de governo e os outros povos devem respeitar esse direito”.  

    Segundo o ministro russo, Moscou e Manágua “saúdam o processo de normalização das relações entre Cuba e EUA e estão certos de que o processo deve se desenvolver com base em reciprocidade e na consideração dos interesses mútuos, sem pressões unilaterais”.

    “O processo de bloqueio financeiro e econômico à Cuba deve cessar o mais breve possível”, concluiu o chanceler. 

    Nesta semana, Lavrov já visitou Cuba e Colômbia. Da Nicarágua o chanceler russo seguirá para Guatemala.

    Tags:
    Daniel Ortega, Sergei Lavrov, Colômbia, Nicarágua, Venezuela, Cuba, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik