11:53 22 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Avião russo Sukhoi Su-35 no aeroporto de Le Bourget, perto de Paris, em 23 de junho de 2013, no último dia do 50º Salão Internacional da Aeronáutica de Paris

    Rússia é convidada para o Show Aéreo de Paris

    © AFP 2017/ ERIC FEFERBERG
    Mundo
    URL curta
    0 1275191

    Os organizadores do Salão Internacional de Aeronáutica de Paris, a ser realizado no aeroporto de Le Bourget entre os dias 15 e 21 de junho, convidaram a Rússia para participar e apresentar seu pavilhão nacional, segundo disse o presidente do show aéreo, Emeric d'Arcimoles, à agência de notícias Itar-Tass.

    "A Rússia foi convidada a participar. Nós recebemos a promessa da Rússia de que ela vai tomar parte", disse ele.

    No entanto, segundo d'Arcimoles, os organizadores ainda não têm informações sobre os aviões russos a serem exibidos em Le Bourget este ano.

    De acordo com fontes da Itar-Tass, a apresentação oficial da participação russa será realizada na embaixada francesa em Moscou na próxima terça-feira (31). Todos os altos executivos envolvidos no projeto, incluindo d'Arcimoles, deverão estar presentes.

    Caça Su-35
    © AP Photo/ Francois Mori
    O Salão Internacional da Aeronáutica de Paris-Le Bourget, ou Show Aéreo de Paris, é uma feira internacional de negócios da indústria aeroespacial que ocorre no aeroporto de Le Bourget em todo ano ímpar desde 1909. O principal objetivo do evento, um dos mais prestigiosos do setor aeroespacial, é exibir aeronaves civis e militares para seus potenciais compradores. 

    É comum que muitos contratos sejam anunciados durante a feira, da qual participam todos os principais fabricantes, assim como as forças armadas de diversos países.


    Mais:

    Aviões russos vigiam navios da OTAN no mar Negro
    Avião da Germanwings cai no sul da França com 150 pessoas a bordo
    Conheça os caças russos mais exportados
    Tags:
    Salão Internacional da Aeronáutica de Paris - Le Bourget, França, Paris, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik