20:22 23 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Polícia tenta impedir extremistas de direita de atacar manifestantes antinazistas no subúrbio de Karrtorp, em Estocolmo, em 15 de dezembro de 2013

    Fundação Expo: Neonazismo cresce na Suécia

    © AFP 2017/ HAMPUS ANDERSSON / TT NEWS AGENC
    Mundo
    URL curta
    283292

    A Suécia enfrenta um aumento significativo no número de atividades neonazistas no país, apesar de ter registrado queda no número de organizações neonazistas, de acordo com a Fundação Expo, com base em Estocolmo.

    A organização antirracista averiguou que as atividades neonazistas no país aumentaram quase duas vezes nos últimos três anos. Em 2014, o número de campanhas de propaganda neonazista aumentou em 23% em comparação com o ano anterior.

    A maioria das atividades inclui a distribuição de flyers e outros materiais de propaganda, além da organização de campanhas de agitação.

    A capital sueca ficou em primeiro lugar entre as cidades do país em termos de atividades neonazistas em 2014. No ano passado, grupos neonazistas organizaram várias campanhas, levando a distúrbios em massa e dezenas de detenções.

    Em entrevista recente à Sputnik, o professor de História da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), João Claudio Platenik Pitillo, que acaba de receber a nomeação para a medalha comemorativa dos 70 anos da Vitória da União Soviética na Segunda Guerra Mundial, comentou a situação internacional contemporânea.

    Segundo ele, estamos em “um momento complicado da história mundial”, no qual vemos “esforços neonazistas se rearticulando no mundo, com nacionalismos perigosos e extremismos”. Ainda de acordo com o professor, a memória deve ser usada como uma arma para não permitir que o mundo desapareça em uma Terceira Guerra Mundial.

    Mais:

    Espanhóis que lutaram em Donbass disseram que estavam combatendo o neonazismo na Ucrânia
    Historiador: memória é uma arma que deve impedir volta do nazismo
    Deputada alemã fala sobre tumultos em Frankfurt, marcha nazista letã e oposição à Rússia
    Tags:
    neonazismo, Fundação Expo, Suécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik