11:13 18 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Flores depositadas no local de assassinato de Boris Nemtsov

    Mídia: linguistas participarão na investigação do assassinato de Nemtsov

    © Sputnik/ Ramil Sitdikov
    Mundo
    URL curta
    0 0 92

    O Comitê de Investigação da Rússia pediu a peritos linguistas que examinassem as mensagens recebidas por Boris Nemtsov antes da sua morte para determinar se estas contêm ou não ameaças de morte ou danos corporais, divulga o jornal russo Kommersant.

    Segundo as fontes do jornal familiarizadas com a investigação, os textos da correspondência de Nemtsov já foram investigados, tendo várias mensagens sido marcadas como suspeitas.

    O político não recebeu ameaças diretas, mas várias pessoas tomaram a atividade de Nemtsov demasiado a sério.

    A fonte de Kommersant nota que, segundo a versão da investigação, não eram só os islamistas que queriam a morte de Nemtsov, mas também pessoas próximas dele, primeiramente aqueles que ficaram irritados com a sua transformação de estadista em oposicionista.

    O político russo de oposição Boris Nemtsov foi assassinado a tiros no centro de Moscou em 27 de fevereiro, durante um passeio com a namorada Anna Duritskaya, uma ucraniana de 23 anos. Segundo o jornal russo Kommersant, ela não é única testemunha ocular do assassinato. Supostamente perto da cena do crime por coincidência se encontrariam também agentes policiais, que descreveram os assassinos mais claramente do que Duritskaya.

    A investigação está a considerar várias versões do crime, incluindo o assassinato encomendado.

    Tags:
    assassinato, investigação, Boris Nemtsov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik