23:18 30 Abril 2017
Ouvir Rádio
    Real brasileiro e dólar norte-americano

    Especialista: união entre Rússia e América Latina reduzirá dependência do dólar

    © AFP 2017/ VANDERLEI ALMEIDA
    Mundo
    URL curta
    0 4392724

    As tentativas dos EUA de restringir o desenvolvimento econômico da Rússia e dos países da América Latina só incentivam esses países a construir alianças nas esferas comercial e técnico-científica, disse o economista e colunista de Contralinea Magazine, Ariel Noyola Rodriguez.

    Segundo ele, essa união pode levar à formação de uma "ordem mundial verdadeiramente multipolar" e, em longo prazo – à redução da importância do dólar na economia global. 

    Por causa da queda do volume de negócios entre a Rússia e a União Europeia, a América Latina, de acordo com o autor, serve como um mercado substituto e, ao mesmo tempo atrai investimentos em alta tecnologia. Ele observa que a União Euroasiática (Rússia, Bielorrússia, Armênia e Quirguistão) ultrapassa seus limites continentais e cria uma zona de comércio livre com a China, o Egito e o mercado comum da América do Sul (Mercosul), que compreende Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela.

    “As relações estratégicas têm dois propósitos principais. Em primeiro lugar, reduzir a presença dos Estados Unidos e da União Europeia no comércio e nos fluxos de investimento extraregionais. E, em segundo lugar, acelerar a desdolarização global através da utilização das moedas nacionais como meio de pagamento”,  disse o economista.

    Tags:
    Dólar, economia, União Europeia, América Latina, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik