07:20 28 Abril 2017
Ouvir Rádio
    EUA vão enviar este ano 300 militares para Ucrânia

    Opinião: Ucrânia pode voltar a combates

    © Sputnik/ Vladimir Pirogov
    Mundo
    URL curta
    Ucrânia: campo de batalha (286)
    0 2354232

    O chefe da autoproclamada República Popular de Lugansk, Igor Plotnitsky, receia que, sem controle rigoroso, as autoridades da Ucrânia possam voltar a realizar combates no Leste do país.

    Plotnitsky disse à agência noticiosa russa RIA Novosti:

    “As pessoas estão acostumadas à guerra, infelizmente, por mais que seja lamentável, é verdade. O que o povo declara é a confirmação plena da opinião pública e da nossa opinião: caso não seja rigoroso o controle, a Ucrânia começará a guerra. Eles falam sobre a paz, mas ao mesmo tempo estão comprando equipamento militar, os mercenários estrangeiros chegam e são treinados nas Forças Armadas. O deslocamento das tropas está acontecendo bem como o reforço das posições. Já vimos tudo isso uma vez.”

    Mais cedo, o chefe da autoproclamada República Popular de Donetsk, Aleksandr Zakharchenko, declarou que Kiev está preparada para a solução militar do conflito no leste da Ucrânia:

    “Eles [as autoridades de Kiev] estão aumentando a presença militar e preparando uma solução do conflito com uso de força. Caso o diálogo entre Kiev e nós chegue a um impasse, vamos usar o método militar”.

    Ele prevê uma nova onda de mobilização na Ucrânia, o que indiretamente confirma o fato de que "Kiev não quer a paz".

    Tema:
    Ucrânia: campo de batalha (286)

    Mais:

    Opinião: Kiev não quer baixar as armas
    Ucrânia pede que UE mantenha sanções para pressionar Rússia
    O futuro das sanções europeias contra a Rússia será decidido nos próximos meses
    Tags:
    declaração, Acordos de Minsk, Exército, Igor Plotnitsky, Aleksandr Zakharchenko, Lugansk, Donetsk, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik