09:04 24 Março 2017
Ouvir Rádio
    Estado Islâmico

    Militares iraquianos: EI usa armas químicas em combates no Iraque

    © AFP 2017/ TAUSEEF MUSTAFA
    Mundo
    URL curta
    0 66205

    Os militares do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) supostamente utilizam projéteis que contêm cloro nas hostilidades contra exército iraquiano na área da cidade de Tikrit.

    “Eles recorreram a este novo método. Usam o cloro, que é toxico para quem o inale, nos projéteis artesanais”, diz um membro da equipe iraquiana de desativação de minas, Haider Taher, citado pela emissora BBC.

    A equipe filmou um vídeo que contém imagens de fumo denso cor de laranja de uma bomba explodida.

    Anteriormente o ministério da Defesa do Iraque confirmou casos de uso de armas químicas pelo Estado Islâmico. 

    Em outubro de 2014 os militantes do EI bombardearam um bairro civil com projéteis com cloro na cidade de Hit (140 quilômetros a oeste de Bagdá) na província iraquiana de Al-Anbar. O ministério da Defesa do Iraque manifestou que o EI utilizou cloro nas projéteis artesanais com quais minaram as vias e que bombas com tal pequeno teor de cloro não tem potencial destrutivo significante. 

    Estado Islâmico
    © East News/ Balkis Press / ABACA/EAST NEWS
    O gás cloro é classificado como uma substancia de ação asfixiante que pode causar prejuízos sérios aos pulmões se inalá-lo em grandes quantidades. A BBC divulgou as palavras do especialista em armas químicas Hamish de Bretton Gordon que acha que é uma manobra psicológica para gerar pânico entre população civil e soldados iraquianos que devem desativar bombas na cidade.     

    O grupo terrorista Estado Islâmico, anteriormente designado por Estado Islâmico do Iraque e do Levante, foi criado e, inicialmente, operava principalmente na Síria, onde seus militantes lutaram contra as forças do governo. Há alguns meses, aproveitando o descontentamento dos sunitas iraquianos com as políticas de Bagdá, o Estado Islâmico lançou um ataque maciço em províncias do norte e noroeste do Iraque e ocupou um vasto território. No final de junho, o grupo anunciou a criação de um "califado islâmico" nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria.


    Tags:
    armas químicas, Exército, confrontos, Estado Islâmico, Iraque
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik