23:38 15 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Guarda costeira italiana resgata imigrantes à deriva no Mediterrâneo

    UE planeja instalar centros de migração em áreas fora do bloco

    © flickr.com/ Niklas-B
    Mundo
    URL curta
    0 02

    A Comissão Europeia está considerando a hipótese de estabelecer centros de migração em países que não fazem parte da União Europeia para processar pedidos de asilo antes que os cidadãos estrangeiros entrem no bloco.

    Em matéria publicada nesta quinta-feira, o The Guardian informou que a nova manobra tem como objetivo reduzir o grande fluxo de imigrantes sem documentos na Europa. Segundo dados da agência Frontex,  276 mil pessoas entraram ilegalmente em países-membros da UE no ano passado, o que representa um aumento de 155% em relação a 2013. 

    De acordo com Dimitris Avramopoulos, comissário da União Europeia responsável por questões ligadas à imigração, os escritórios do bloco encarregados desse serviço seriam instalados principalmente em países emergentes como Egito, Turquia, Líbano e Níger, de onde partem grandes contingentes de migrantes em busca de uma vida melhor no Velho Continente. 

    A notícia sobre a nova estratégia da UE para combater as tentativas ilegais de imigração foi divulgada um dia depois da ocorrência de mais um triste episódio envolvendo cidadãos africanos que tentavam chegar à Europa através do Mar Mediterrâneo. Na última quarta-feira, as autoridades italianas informaram que pelo menos dez pessoas morreram durante uma grande travessia irregular da Líbia à Itália. Segundo a guarda costeira, um dos botes utilizados pelos migrantes acabou virando de cabeça para baixo no meio do trajeto, matando seus passageiros. No entanto, outros 941 migrantes foram resgatados a tempo pela Marinha e levados para o sul da Itália. 

    Mais:

    Itália salva cerca de mil imigrantes em missão de resgate
    Itália pressiona ONU a encontrar solução política para crise na Líbia
    Tags:
    imigração, Frontex, União Europeia, The Guardian, Dimitris Avramopoulos, Turquia, Líbia, Líbano, Níger, Egito, Europa, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik