01:22 23 Março 2017
Ouvir Rádio
    Boris Nemtsov foi morto no centro de Moscou

    Investigadores apresentam versões preliminares do assassinato de Boris Nemtsov

    © Sputnik/ Илья Питалев
    Mundo
    URL curta
    0 1393170

    A polícia da Rússia apresentou as versões preliminares da investigação do assassinato do político opositor Boris Nemtsov. Segundo as autoridades, a morte dele pode ter tido ligações com o conflito na Ucrânia, com o extremismo islâmico ou até mesmo com um plano para desestabilizar o país.

    Boris Nemtsov, de 55 anos, foi assassinado a tiros no centro de Moscou na noite de sexta-feira, 27. Investigadores disseram que o caso tem características de um assassinato encomendado.

    O porta-voz do Comitê de Investigação, Vladimir Markin, disse que a polícia trabalha com três linhas de inquérito.

    A primeira delas seria a de que Nemtsov foi usado como uma "vítima sagrada" de uma conspiração para desestabilizar o presidente Vladimir Putin.

    Em outra hipótese, a morte do opositor estaria ligada à crise na Ucrânia. Nemtsov participou de uma manifestação contra o conflito no país nesta semana. "Não há segredo nenhum que há personagens radicais em ambos os lados em conflito", disse Markin, referindo-se aos que defendem a soberania de Kiev e os que querem a independência do leste da Ucrânia.

    O Comitê de Investigação também está considerando a possibilidade de a morte ter ligação com extremistas islâmicos. Nemtsov já havia recebido ameaças depois que ele expressou opiniões críticas em relação ao atentado contra a revista satírica francesa Charlie Hebdo, em janeiro.

    A polícia também não descarta a hipótese de a morte de Nemtsov ter sido um crime passional ou motivado por concorrentes de suas empresas.

    Nemtsov tinha 55 anos. Ele foi vice-primeiro ministro do governo russo na época do presidente Boris Yeltsin, época em que foi considerado um possível candidato à presidência. Em dezembro de 2007, chegou a apresentar candidatura à presidência da Rússia pelo seu partido Soyuz Pravykh Sil (União das Forças de Direita), mas acabou retirando-a em favor de Mikhail Kasianov.

    Desde o início da presidência de Vladimir Putin, Nemtsov se posicionou como um crítico ativo da sua administração. Nemtsov ocupou diversos cargos públicos e foi eleito sucessivas vezes para o Parlamento. Ele era o vice-presidente do Partido Republicano da Rússia — Partido da Liberdade Popular (RPR-PARNAS) e, desde 2013, ocupava o cargo de deputado da região de Yaroslavl, cidade satélite de Moscou.


    Mais:

    Político russo Boris Nemtsov é assassinado em Moscou
    Assassinato de Nemtsov: reação dos políticos russos
    Cientista político da Turquia comenta o assassinato de Nemtsov
    Merkel se diz consternada com morte de Boris Nemtsov
    Tags:
    assassinato, Boris Nemtsov, Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik