04:10 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Guarda Nacional ucraniana ocupa a entrada do Banco Nacional em Kiev

    Manifestação em frente ao Banco Nacional da Ucrânia é dispersada com violência

    © REUTERS/ Valentyn Ogirenko
    Mundo
    URL curta
    0 51

    Segundo o líder do Partido Radical da Ucrânia, Oleg Lyashko, há pessoas feridas.

    O líder do Partido Radical da Ucrânia, Oleg Lyashko, afirmou que a Guarda Nacional dispersou com muita violência os manifestantes que protestavam em frente ao principal órgão regulador do país. Segundo ele, há pessoas feridas. 

    “Em frente ao Banco Nacional uma manifestação pacífica foi dispersada com violência. Há pessoas feridas. O presidente Poroshenko está repetindo os erros de Yanukovich ao responder com violência aos protestos justificados”, — escreveu Lyashko na sua conta de Facebook.

    Os atos em frente ao prédio do Banco Nacional começaram na terça-feira. Na quinta-feira foi realizada uma manifestação exigindo a renúncia da chefe do órgão regulador ucraniano, Natalia Gontareva. A moeda ucraniana está em forte queda desde o início das operações militares no leste do país e em função da crise econômica. Em um ano, a grivna ucraniana desvalorizou praticamente em quatro vezes.

    O ministro do Interior, “Arsen Avakov, chegou ao local do ato contra o Banco Nacional e está resolvendo a situação”, informou o ministério por Facebook. A imprensa noticiou durante o dia, entretanto, que a polícia estava dispersando os ativistas com cassetetes e que trator destruiu uma barraca montada pelos manifestantes. 

    Ainda na quinta-feira, o governo ucraniano tentou normalizar a queda da grivna. Uma reunião aconteceu na presidência, durante qual foi elaborado um pacote de medidas para estabilizar o câmbio.

    Tags:
    Banco Nacional da Ucrânia, Partido Radical da Ucrânia, Oleg Lyashko, Pyotr Poroshenko, Viktor Yanukovich, Arsen Avakov, Kiev, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik