19:46 25 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Presidente do Equador Rafael Correa

    Presidente do Equador convoca OPEP a trabalhar com a Rússia

    © Sputnik/ Mikhail Fomichev
    Mundo
    URL curta
    0 82081

    Rafael Correa afirmou que os preços do petróleo estão demasiado baixos. A OPEP, segundo ele, deveria regular os preços em conjunto com a Rússia, que não é membro da organização, para elevar o valor do barril.

    O presidente do Equador, Rafael Correa, convocou os países da OPEP a trabalhar com a Rússia para garantir o crescimento dos preços do petróleo e concordou com a necessidade da realização de uma reunião de cúpula extraordinária dessa organização.

    “Os preços (do petróleo) estão demasiado baixos. Em outras palavras, a OPEP possui a possibilidade de regular a produção juntamente com a Rússia, que não é membro da OPEP, para elevar os preços”, cita as palavras de Correa o portal Notimerica.com.

    Segundo o presidente do país sul-americano, Equador concorda com a realização da reunião de cúpula extraordinária da OPEP para análise da situação dos preços no mercado internacional de petróleo. Essa possibilidade, no caso da queda dos preços continuar, foi revelada pela presidente da organização e ministra de Petróleo da Nigéria, Diezani Alison-Madueke, em entrevista ao Financial Times. “Nós concordamos, é claro”, disse o líder do Equador quando perguntado sobre este eventual encontro. 

    Irã, Iraque, Arábia Saudita, Kuwait, Venezuela, Catar, Líbia, Emirados Árabes Unidos, Argélia, Nigéria, Equador e Angola fazem parte da OPEP. Em 27 de novembro do ano passado, a OPEP decidiu manter a produção de petróleo no nível de 30 milhões de barris diários, o que provocou uma forte queda no preço do combustível. Na mesma ocasião, as autoridades da Arábia Saudita defenderam a queda dos preços para redução da exploração fora do âmbito da OPEP.   


    Tags:
    OPEP, Rafael Correa, Equador, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik